sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

[Resenha] Animais Fantásticos e Onde Habitam

Autor: J.K Rowling
Editora: Rocco
Paginas: 63

sinopse: Existe um exemplar de Animais fantásticos e onde habitam praticamente em todas as casas bruxas no país. Agora, apenas por um período limitado, os trouxas também terão uma chance de descobrir onde um quintaped (quintípede) habita, o que o puffskein (pufoso) come e por que é melhor não deixar uma vasilha de leite à porta da casa para um knarl (ouriço).








Mais um livro que foi trago de dentro da saga Harry Potter para a "realidade". "Animais Fantásticos e Onde Habitam" fala sobre os animais mágicos do mundo do bruxinho mais famoso do mundo.

Como em "Os Contos de Beadle, o Bardo" o livro possui notinhas de rodapé que explicam alguns fatos, o prefácio foi escrito por Dumbledore e a introdução por Newt Scamander, que supostamente foi quem escreveu a história na ficção.

O exemplar pertence a Harry Potter, e contém comentários do próprio, da Hermione Granger e do Ronald Weasley, com as suas próprias caligrafias, o que deixa a história mais divertida.

Recomendo para todos os fãs de Harry Potter que queiram conhecer ainda mais o mundo criado por J.K. Rowling.

Não tem como dar outra nota se não for máxima. Mais um livro inteligente criado pela tia Jô. Em breve vou trazer a resenha do sétimo livro da saga, e de "Quadribol Através dos Séculos".

Nota: 10 

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

A música e a literatura

Hoje vou englobar duas coisas que eu gosto, livro e música. Vou listar algumas músicas que eu ouço e que foram inspiradas na literatura. As músicas vão desde o rock nacional do Legião Urbana, ao rock pesado do Iron Maiden.

1- A primeira música é da cantora baiana, Pitty (amo muito). "Admirável Chip Novo", uma das minhas preferidas, é inspirada na distopia de Aldous Huxley - "Admirável Mundo Novo" onde as pessoas vivem sob regras sociais, "os seres humanos (precondicionados) têm comportamentos (preestabelecidos) e ocupam lugares (predeterminados) na sociedade". A música soa como um protesto, devemos nos libertar, dizer e fazer o que quiser, e não ser um "robô", e devemos "reinstalar o sistema". Ouçam a música clicando aqui.


2- A próxima, é outra banda e música que gosto muito, Led Zeppelin. A canção "Ramble on", é inspirada na trilogia "Senhor dos Anéis", como pode ser visto neste trecho: "T'was in the darkest depth of Mordor, I met a girl so fair..." (Nas profundezas mais sombrias de Mordor, conheci uma garota tão justa). "But Gollum, the evil one, crept up And slipped away with her..." (Mas Gollum, o malvado, rastejou acima e escapuliu com ela). Não sou fã da história, por isso não vou conseguir explicar o trecho direito, então para entender clique aqui, e para ouvir a música clique aqui.

3- O terceiro a ser citado, é na verdade um álbum, "Animals" da banda Pink Floyd (super fã), faz alusão ao livro de George Orwell, "A Revolução dos Bichos", onde os animais de uma granja se revoltam contra seus donos, e criam sua própria sociedade. Para escutar as músicas do álbum é só clicar aqui.


4- Não posso deixar de incluir a música "Phantom of the Opera" do Iron Maiden, uma das minhas músicas e bandas preferidas. A música é inspirada no livro "O fantasma da Ópera". A história escrita por Gaston Leroux é um clássico que sou louca pra ler, mas ainda não tive oportunidade. Vocês podem ouvir essa música incrível (que não vou puxar o saco de mais, prometo), som muito bom, banda fascinante, clicando aqui.


5- E para fechar com chave de ouro, Monte Castelo do Legião Urbana, que fala sobre a batalha de Monte Castelo onde a Força Expedicionária Brasileira ganhou sua principal batalha durante a Segunda Guerra Mundial, um ato de desamor da humanidade, por isso a canção fala do amor entre os seres humanos. A música traz citações do soneto 11 do poeta, Luís Vaz de Camões, "O amor é o fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer."



segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Livros que ajudam a estudar História do Brasil

  Oi gente! Primeiro queria me desculpar pelo sumiço, meus dias tem sido cansativos e cheios. Já estou na maratona de preparação pro vestibular, curso, aconteceram outras coisas... enfim. Mas continuo nas minhas leituras e em breve trago mais resenhas. 
  Havia prometido que traria títulos que ajudam na melhor compreensão da História do Brasil assim como fiz um post sobre História Geral (que você confere clicando aqui). Vamos lá então:

1) Período Colonial   

Autor: Anna Lúcia Duarte
Editora: Ática
Sinopse: Vendidos como mercadorias, maltratados e obrigados a trabalhar até o limite de suas forças, os escravos nunca deixaram de lutar pela liberdade.







2) Período Imperial

Autor:  Carlos Queiroz Telles
Editora: Moderna
Sinopse: Em 'O Menino das Canecas' a ficção parte da fidelidade aos fatos históricos marcados por Frei Joaquim do Amor Divino Caneca, um importante personagem da nossa História. Na infância, explica o Brasil e os brasileiros, pelas ruas do Recife da fase da independência. Neste livro a verdade e a poesia se encontram numa forte narrativa dramatica.





3) Período Republicano

Autor: Lima Barreto
Editora: Ediouro
Sinopse: Para Major Quaresma, a Pátria é um ideal que está acima de tudo. Visionário por excelência, suas idéias colocam-no em várias situações embaraçosas e levam-no até a ser internado em um manicômio. Tímido, discreto, ingênuo, é também uma palha de pureza a navegar num oceano de podridão. Este é um livro escrito com todos os nervos, mas principalmente com o coração, e que se destina a quantos tenham orgulho de ser brasileiros.


  
  Essas são algumas das obras que podem ajudar a estudar um pouco da nossa história. Lembrando que existem inúmeras obras dedicadas à esse assunto. Leitores que ainda estudam: fiquem de olho, pode ser essencial esse tipo de leitura. 

  Até a próxima... beijos!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

[Resenha] Bruxos e Bruxas

Autor: James Patterson e Grabrielle Charbonnet
Editora: Novo Conceito
Paginas: 287

Sinopse: É como entrar em um pesadelo. Do nada, você é retirado de sua casa, preso, e acusado de bruxaria. Parece século 17, mas é o governo da Nova Ordem, e está acontecendo agora! Sob a ideologia da Nova Ordem, O Único Que É O Único mantém seu poder à forca, sem música, nem internet, nem livros, arte ou beleza. E ter menos de 18 anos já é motivo suficiente para que você seja suspeito de conspiração. Os irmãos Allgood estão encarcerados nesse pesadelo e, para escapar desse mundo de opressão e medo, terão que contar um com o outro e aprender a usar a magia.


"Livro proibido pela Nova Ordem"

"Bruxos e Bruxas" é o 1º livro da série de James Patterson. A história trás como personagens principais, Whit e Wisty que são irmãos. De maneira inesperada, em uma noite qualquer, os irmãos foram retirados a força de sua casa e de seus pais, levados para um reformatório, e acusados de bruxaria pela "Nova Ordem".

"A Nova Ordem é um partido político que vem ganhando todas as eleições. Agora estão no poder. Em alguns meses, eles acabaram com o governo antigo e instituíram o Conselho dos Únicos. Já ouviram falar dele? O Único No Comando, O Único Que Julga, O Único Que Prende, O Único Que Atribui Número, O Único Que É O Único..."

Os irmãos ficam confusos com as acusações, pois eles mesmos não sabiam que eram bruxos. Mas, logo aceitam a ideia, pois coisas estranhas acontecem com eles durante o tempo que estão presos. Wisty, a irmã mais nova, fica em chamas várias vezes, brilha, e até flutua em quanto dorme, Whit, consegue parar um martelo no ar, antes que o mesmo o atinja, consegue conversar com "Meia-Luzes" (pessoas mortas), entre outras "anormalidades". E eles irão lutar juntos para sobreviver e acabar com a Nova Ordem.

O livro é divido em vários pequenos capítulos que são narrados em primeira pessoa pelos irmãos, ora um ora outro, o que na minha opinião deixou o livro ainda mais legal. A história é muito interessante, e é mais um livro que me prendeu, e que simplesmente devorei. Recomendo para pessoas que gostam de bruxaria, mistério, ação, reviravoltas, etc. Mas, acho que a "magia" dos irmãos deixou um pouco a desejar, esperava algo mais incrível, mas fora isso, o livro é realmente muito bom, é tão intenso quanto as chamas da capa. O que mais gostei é que a história é totalmente imprevisível e viciante, eu já tenho o 2º livro e espero que seja tão bom quanto esse.

Por causa da magia dos irmãos que deixou um pouco a desejar, na minha opinião, vou retirar um ponto, então...
Nota: 9


sábado, 15 de fevereiro de 2014

[Resenha] Psicose

Autor: Robert Bloch
Editora: Darkside
Páginas: 237

Sinopse: Livro que deu origem ao mais famoso filme de suspense de todos os tempos. Psicose conta a história de Marion Crane, que foge após roubar o dinheiro que foi confiado a ela depositar num banco. Ela então vai parar no Bates Motel, cujo proprietário é Norman Bates, um homem atormentado por sua mãe controladora. Belo suspense, de tirar o fôlego!


Isso é uma coisa que vocês não verão aqui facilmente: resenhas minhas sobre livros de suspense/terror. Sou medrosa até pra livros e só tive coragem de seguir essa leitura porque me prendeu MUITO! Psicose é o livro que deu origem ao inquestionável sucesso dos cinemas, de Hithcock. A obra conta a história de Mary, noiva de Sam e irmã de Lila, que foge após roubar quarenta mil dólares que ela pretendia dar a seu noivo para saudar dividas e finalmente poder se casar. Mary foge sem dizer nada à sua irmã e acaba parando no motel de Norman Bates, um homem um tanto quanto esquisito que mora com sua mãe, também muito estranha. O livro gira em torno da fuga de Mary e das aventuras de Lila e Sam para achá-la. 


No meio da trama aparecem outros personagens que trazem mais suspense à história. É um livro que trata bem de como funciona a mente humana e de como um psicótico é capaz de fazer de tudo, acreditem, DE TUDO! Como eu disse antes, não é o gênero que eu gosto de ler, mas a narração é tão envolvente e a aparência do livro é atraente. 





"Todos nós somos um pouco loucos de vez em quando"





Não pretendo assistir o filme por medo, e é sério gente rs. Queria muito ver as cenas e entender melhor algumas partes, principalmente o final que é surpreendente -não vou falar sobre ele porque posso cometer spoiler. Mas leiam, leiam e leiam! Indico muito. 

     "Engraçado como acreditamos saber tudo sobre uma pessoa só porque a vemos frequentemente ou porque temos uma forte ligação emocional com ela"


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Entrevista


 E ai, pessoal? Tudo bem? Entrevista 5 no ar (aleluia! e desculpem a demora). A entrevista da vez é a Cristiane do blog Cheiro de Livro. Confiram:
 
1-Como surgiu seu blog?
Meu blog surgiu em 2013, mais ou menos em Setembro. A princípio porque eu estava proibida de comprar livros, pois, meu salário sempre ia para livros e estava gastando um absurdo. Então, vi que criando um blog eu poderia, um dia, receber livros de editoras se conseguisse parceria, então criei. Mas, passando o tempo, vi que falar sobre os livros que gosto, incentivar as pessoas a ler, é mais gratificante do que ganhar livros de editoras, então continuei e tive bons retornos, principalmente de gente que NUNCA havia pego um livro para ler e agora os devora. 

2-Quando começou sua paixão por livros?  
Eu sempre gostei de ler e escrever, sempre tive diário e escrevia muitas cartas, mas paixão mesmo foi no colégio, eu e uma colega vivíamos na biblioteca devorando os livros por lá.

3-Qual o seu tipo de livro preferido? 
Gosto muito de ler diários e romances - inclusive contos de fadas rs
 
4-Qual foi o melhor livro que você já leu?
Não existe o melhor livro que li, existe livros que mais gostei em um determinado gênero. Mas um que me deixou muito encantada foi 'O caçador de pipas'.

5-Tem um “ritual” para começar a ler um novo livro?
Não diria um ritual, mas organizo em um caderninho minhas leituras futuras, separadas por mês, assim não deixo livros encostados na estante enquanto estou lendo outros que vieram bem depois. E claro, para começar um novo livro, preciso resenhar no blog o que acabei de ler.

6-Tem um escritor preferido?
Não tenho. As vezes até tento pensar em algum, mas realmente não tenho, e embora goste muito de romance, Nicholas Sparks não é meu escritor favorito rsrs

7-Já se arrependeu de ler algum livro?
Nunca me arrependi, mas existem livros que eu não consegui e abandonei no meio do caminho - infelizmente.

8-Qual sua série favorita? 
Once upon a time. Eu amo contos de fadas.

9-Indique um blog
Indico o: Brincando de escritora, da Isa.

10-Indique um livro
Quanta maldade, não pode mais de um? rs hm.. Indico 'O diário de Anne Frank', inclusive tem resenha dele no blog


Show, né? Se quiserem conferir as entrevistas anteriores é só clicar em Entrevistas aqui no canto direito do blog, e não deixem de visitar o blog da Cristiane. Beijos e até a próxima...

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Livros que ajudam a estudar história

Oi gente! A minha postagem de hoje vai especialmente pra quem ainda estuda pra escola, vestibulares, concursos e etc. Vou falar sobre alguns livros que auxiliam a entender o conteúdo da história geral. É um livro pra cada perído da história. Confiram: 

  Pré-história: Visita à Roma Antiga

Autor: Olavo Leonel Ferreira
Editora: Moderna
Sinopse: A história romana é muito mais documentada e conhecida que a das civilizações antigas da Grécia, do Egito, da Mesopotâmia e de outras que também existiram no mundo antigo. Esta obra apresenta, para aqueles que iniciam seus estudos, uma visão da vida cotidiana da antiga Roma. Não são mostradas apenas as façanhas de seus reis, cônsules, generais e imperadores, mas principalmente a vida de seu povo, que semeava os campos, enfrentava os inimigos nas guerras, sentava-se nas arquibancadas dos teatros e dos circos, acotovelava-se nas ruas estreitas da cidade. O livro resume, em suas páginas, 1.200 anos da vida romana, 12 séculos de história que marcaram, indelevelmente, os destinos do mundo ocidental.

Esse livro mostra um pouco do que era o mundo na Antiguidade e relata como era a vivência e os conflitos da época. Pra quem precisa saber o início da história é bem recomendado.


Idade Média: O império de Carlos Magno

Autor: José Roberto Mello
Editora: Ática
Sinopse: Descrição análise da trajetória do império carolíngio, que correspondeu a um verdadeiro renascimento, por sua importância cultural.

Como rei, Carlos Magno destacou-se pelo valor guerreiro e pela habilidade política, realizando sucessivas campanhas militares que lhe valeram o renome de maior soberano da Europa medieval. O livro relata o Império Carolíngio, a preocupação de Carlos com a organização elesiástica e todas as suas características. 










Idade Moderna: Diário de bordo de Cristóvão Colombo

Autor: André Pereira
Editora: Moderna
Sinopse: Adaptado por André Pereira, é uma ótima oportunidade para que se tome contato com um dos mais importantes documentos escritos sobre o Descobrimento da América. Ele é um importante registro do primeiro encontro que as duas sociedades estabeleceram, pois apresenta as expectativas que os europeus tinham com a expansão marítima e descreve suas impressões da terra e da gente americanas. O cotidiano da viagem e algumas características da personalidade de Colombo podem também ser percebidos. (...)

Essa obra é como um diário de bordo, relata as primeiras impressões dos Europeus em terra americana, seus planos e o que deveria ser difundido. Com certeza é uma obra digna de leitura. 

Idade Contemporânea: O diário de Anne Frank 

Autora: Anne Frank
Editora: Record
Sinopse: 12 de junho de 1942 - 1° de agosto de 1944. Ao longo deste período, a jovem Anne Frank escreveu em seu diário toda a tensão que a família Frank sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim de muitos dias de silêncio e medo aterrorizante, eles foram descobertos pelos nazistas e deportados para campos de concentração. Anne inicialmente seguiu para Auschwitz e mais tarde para Bergen-Belsen.

Não escolhi esse livro por acaso e sou até suspeita pra falar sobre ele. Sou louca pela história da Anne e por incrível que pareça ainda não consegui ler esse livro :( Me emocionei com o filme do começo ao fim e nem imagino o quanto vou chorar com o livro. Ninguém melhor pra falar sobre uma guerra do que alguém que sofreu na pele as consequências da mesma. Otto Frank, pai da Anne, resolveu publicar os escritos da filha que sonhava em ser uma grande escritora. As duas grandes guerras são temas constantes em vestibulares, então com certeza é uma obra que contribui MUITO para o conhecimento dos estudantes. 


Os livros de cada época são esses, em breve trago obras que ajudam a entender a história do Brasil. Busquem a leitura dos livros indicados. Assim que possível também pretendo ler e trazer a resenha pra vocês! Beijos e até a próxima.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

[Resenha] Quem mexeu no meu queijo?

Autor: Spencer Johnson, M.D.
Editora: Record
Paginas: 112

Sinopse: Uma parábola simples que revela verdades profundas sobre mudança. É uma história divertida e esclarecedora sobre quatro personagens - dois ratos e dois humanos do mesmo tamanho dos roedores - que vivem em um labirinto em eterna procura por queijo, que os alimenta e os faz feliz. O queijo é uma metáfora daquilo que se deseja ter na vida, seja um bom emprego, um relacionamento amoroso, dinheiro, saúde ou paz espiritual. O labirinto é o local onde as pessoas procuram por isso - a empresa onde se trabalha, a família ou a comunidade na qual se vive. Nesta história, os personagens se defrontam com mudanças inesperadas. Um deles é bem-sucedido, e escreve o que aprendeu com sua experiência entre as paredes do labirinto. Suas palavras ensinam a lidar com a mudança para viver com menos estresse e alcançar mais sucesso no trabalho e na vida pessoal.


"Uma maneira fantástica de lidar com as mudanças em seu trabalho e em sua vida"

"Quem mexeu no meu queijo?" é um livro de autoajuda pequeno, de fácil leitura. O livro conta a história de dois ratos, Sniff e Scurry e de dois homenzinhos, Hem e Haw, que vivem em um labirinto a procura do seu queijo. "O 'queijo' é uma metáfora para o que queremos ter na vida, seja um emprego, um relacionamento, dinheiro..." e "o labirinto é o local onde as pessoas procuram por isso". E quando o "queijo" muda de lugar, eles precisam lidar com a mudança e agir para não morrer de fome, ou apenas ficar sentados, esperando que tudo volte a ser como antes.

O livro nos ajuda a lhe dar com as mudanças que acontecem o tempo todo em nossas vidas. Podemos ser como Sniff que logo percebe a mudança ou como Scurry que age logo que ocorre a mudança, como Hem que não aceita a mudança por medo de que algo pior aconteça ou  Haw, que aprende a se adaptar e corre atrás de seu "Novo Queijo", pois sabe que a mudança pode ser boa para ele.

Apesar de eu não gostar de livros de autoajuda, pois nunca me ajuda em nada, a história contada é muito interessante e querendo ou não você acaba levando algo para sua vida. A maioria das pessoas, tem medo de enfrentar as mudanças, acho que até eu tenho, mas temos que fazer o possível para notar o que esta acontecendo ao nosso redor e agir.

Eu recomendo para quem não consegue lhe dar com as mudanças. Muitos alegam ter mudado totalmente a vida depois de ter lido ou ouvido a história.

Como eu disse eu não gosto desse tipo de livro, mas esse é até legal então:
Nota: 8,5

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Metas - Fevereiro


   Primeiro dia do mês é dia de definir as leituras do mês, não é?
    Mas antes cabe mostrar se as metas de janeiro foram cumpridas:

Ludimila: A linguagem das flores e Água para elefantes. Faltou A menina que roubava livros porque a leitura não fluiu.
Nayara: Morte Súbida, Os contos de Beedle O Bardo e Estilhaça-me, ou seja: meta cumprida.

    Para fevereiro, são os seguintes livros:

   Ludimila: 

Psicose                                        A iniciação


    Nayara:                    


                     Quem mexeu no meu queijo?             Bruxos e Bruxas        Animais fantásticos e onde habitam                           

Em breve, resenhas :D