domingo, 31 de janeiro de 2016

Lançamento: O Vampiro da Quinta da Boa Vista

Olá leitores, como vocês estão?

Hoje eu vim compartilhar com vocês uma novidade incrível. Gente, o escritor parceiro do blog, Leonardo Barros, não para e já está em pré venda o e-book do seu novo livro. Entenda melhor a história de "O Vampiro da Quinta da Boa Vista":


O escritor Leonardo Barros está de volta com mais uma história de suspense e fantasia. Apenas seis meses após o lançamento de O Vampiro Imperador, pela editora Novo Século, o autor se prepara para publicar o livro O Vampiro da Quinta da Boa Vista, primeiro volume de uma série de quatro livros.

“Sempre me disseram que a paciência é pré-requisito da atividade de escritor, mas o meu ritmo de produção é bem maior que o tempo do mercado tradicional. A espera da análise de títulos e a sua negociação com a editora tornam o processo muito lento. Essa divergência de ritmos acabou gerando uma demanda reprimida”, diz o autor. “E o leitor não pode esperar! Como eu sempre contrato revisor antes de enviar meus originais e como tenho certa perícia na produção de capas, decidi publicar todos os meus originais na Amazon, no formato e-book”.

O autor também atribui a decisão ao momento delicado em que vive o mercado de livros: “Como autor independente eu posso criar minha própria política de preços. Não dá para ignorar o potencial das promoções e a distribuição mundial e imediata que o site proporciona”.

Em O Vampiro da Quinta da Boa Vista, o lobisomem Dotan e seu filho Lucius, protagonistas do livro anteriormente lançado pelo autor, voltam para conduzir essa instigante história cheia de aventura, ação, suspense e investigação sobrenatural (e, claro, se tratando de um romance do Leonardo Barros, um toque de sensualidade). Confira a sinopse:

“Em 1821, Londres é o paraíso dos vampiros que se banqueteiam com o sangue de bêbados e prostitutas, se escondem nas sombras dos becos e em meio à névoa das ruas mal iluminadas. Dotan, um lobisomem poderoso e imortal, dedica sua existência a caçá-los e conta com a ajuda de Lucius, seu filho adotivo, um vampiro que se nega a atacar humanos, mas se alimenta de outros bebedores de sangue.

Ao descobrir que a maioria dos vampiros londrinos está migrando para o Brasil, uma colônia conhecida por dias longos, quentes e ensolarados, Dotan e Lucius decidem averiguar.

Neste primeiro volume da série Terra Prometida, pai e filho iniciam sua investigação sobrenatural e procuram aliados. A colônia é muito mais agitada e perigosa do que imaginavam: há bebedores de sangue em São Paulo e um ardiloso vampiro leitor de mentes vive no Rio de Janeiro, nas proximidades do Palácio da Quinta da Boa Vista.

Viaje pelo Brasil colonial e conheça um mundo que os livros de História omitiram de você: a sombria e lasciva Terra Prometida, onde se escondem alados, telepatas e ninfas capazes de produzir um leite negro que vicia e escraviza mortais!”

O Vampiro da Quinta da Boa Vista não é uma sequência de O Vampiro Imperador, apesar de ter personagens em comum. São livros de um mesmo universo, que, devido à linha temporal e à imortalidade de alguns personagens, acabam por trazer referências mútuas e obrigatórias. O Vampiro da Quinta da Boa Vista pode ser lido antes de O Vampiro Imperador, sem nenhum prejuízo. Cada livro tem sua trama e sua unidade narrativa”.

Quanto à expectativa dos leitores para os outros livros da série, o autor revela: “Muitas pessoas têm medo de começar uma série que nunca termine, mas os três livros que darão sequência a O Vampiro da Quinta da Boa Vista já estão escritos e serão lançados na Amazon a intervalos regulares de 60 dias. Toda a série vai estar disponível até agosto”.

O e-book já está disponível na pré-venda da Amazon, clicando aquiO lançamento oficial está previsto para o dia 07 de fevereiro. 
Eu li O Vampiro Imperador, que é totalmente viciante e instigante. Agora, com mais essa história, estou muito ansiosa para ler, fora que essa capa está de arrepiar.

O talento do autor para histórias de suspense e fantasia é indiscutível e isso pode ser notado já nas poucas páginas viradas de seus livros. Me tornei fã do Leonardo Barros e de suas histórias. Com toda certeza O Vampiro da Quinta da Boa Vista será mais um sucesso.

Parece ser uma história fantástica, não é mesmo? Deixem a opinião de vocês, adoraria saber o que vocês acharam.

Beijos, até mais!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Capa da Semana

Olá leitores, como vocês estão?

Hoje tem a terceira capa da semana e estou muito feliz por conseguir, por enquanto, manter o ritmo das postagens. No final de semana tentarei me organizar para escrever alguns posts das novas colunas e espero que vocês gostem.
A capa dessa semana é do livro "A Menina que Roubava Livros", de Markus Zusak. Eu ainda não li o livro, na verdade estou meio receosa de ler. Tenho um pé atrás com a história, por ter lido muitas criticas negativas. Mas, espero ler em breve e tirar minhas próprias conclusões.

Vamos a avaliação, mas antes, entenda o que está sendo julgado:




FICHA DE AVALIAÇÃO - Terceira Semana



Comentário:

Eu admito que nunca gostei dessa capa, sempre preferi a capa do filme, lógico que tem pessoas que descordam totalmente de mim. 

A capa de "A Menina que Roubava Livros" recebeu uma pontuação muito baixa, como vocês podem ver. Vou explicar os motivos:

O livro tem apenas cores preta, branco e vermelho, dei a nota 4 porque eu sei do que se trata a história e achei bem pertinente o vermelho com o preto. Apesar de ter pouco vermelho, ele se destaca. Entretanto, eu acho que se tivesse um pouco mais de cor, a nota seria máxima nesse quesito. Já as ilustrações eu não gosto, acho bem trabalhada, mas muito simples, o que acabou não chamando muito a minha atenção. O Designer recebeu nota zero, porque não tem nenhum efeito na capa, nem mesmo brilho, ela é apenas fosca. A fonte do título é bem simples e a maneira como ela foi organizada ficou legal, mas se fosse mais estilizada, vamos dizer assim, ficaria mais chamativo.


As orelhas do livro são simples, com fundo preto, escrita branca e a sinopse. O que não me agrada é que a sinopse continua na outra orelha. Não sei se já comentei aqui no blog, mas eu não gosto de sinopses muito grandes, o que é o caso de "A Menina que Roubava Livros". Quando estou com pressa em uma livraria, eu certamente, ao ver o tamanho da sinopse, não leria ela toda.


Quanto ao verso, apesar de ter a mesma ilustração da parte da frente da capa, fica muito mais chamativo por causa de uma única frase em vermelho. E eu gosto muito mais do verso, do que da frente, por isso a nota máxima.


Gente, eu não estou dizendo que a capa é extremamente feia, apenas que ela não possui muitos elementos que me chamam atenção.
Então, está foi a capa da semana, espero que vocês tenham gostado. Deixem a opinião de vocês, é muito importante para mim. E blogueiros, por favor, comentem e deixe o link do blog de vocês, quero conhecer novos blogs.

Beijos, até mais!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Mudando de Assunto...

Olá leitores, como vocês estão?

Lembram dos "Especiais" que tinha aqui no blog? Para quem não lembra, eu criava posts que não tinham relação direta com os livros. O primeiro post foi sobre heróis, onde eu falei sobre um dos mais conhecidos, o Homem de Ferro. No segundo post, eu falei sobre bandas, trazendo a banda que mais amo, a banda Pitty. Mas como criei os "Especiais" em um momento que eu não tinha tempo para praticamente nada, eu não à levei para frente. Mas, hoje estou retomando a coluna com um novo nome para 2016, "Mudando de Assunto...".



Mudando de Assunto... falarei sobre a série que a pouco tempo terminei de ver todas as temporadas, a série Under The Dome ou O Domo, que foi inspirada no livro do autor Sthepen King.

A série possui três temporadas, tendo nos papeis principais os atores a seguir. Mas durante as temporadas, aparecerão outros personagens que serão fundamentais para a história.


Na primeira temporada, você conhece a cidade americana de Chester's Mill. Misteriosamente uma cúpula transparente cai sobre a cidade, isolando todas as pessoas que, estavam na cidade, do resto do mundo. Lá, os cidadãos terão que se unir para sobreviver, usando seus próprios meios de sobrevivência. Sobre esse domo, ninguém está seguro, nem mesmo seus segredos.

Dale Barbara, não mora na cidade, estava lá para fazer um serviço e acaba preso na cúpula também, tendo que conviver com os moradores. Ele conhece a jornalista Julia Shumway, e acaba se envolvendo com ela.

James Rennie ou Big Jim, é um morador muito importante da cidade. Mas é ganancioso e quer a cidade em seu controle. Junior Rennie é filho de Big Jim e faz tudo que o pai manda.

Joe McAlister, é um jovem muito inteligente, também morador da cidade, que conhece a jovem Norrie Calvert-Hill, que odeia Chester's Mill e está lá por acaso, ficando presa dentro da Doma com o restante da cidade. Os dois também acabam se envolvendo e estão mais ligados a essa redoma, do que imaginam.

Durante as outras temporadas, você vê a luta dos que estão presos na cúpula para sobreviver e várias coisas sobrenaturais acontecem durante as três temporadas.

Under The Dome sofreu muitas alterações, pelo que eu fiquei sabendo, até porque várias vezes cogitaram cancelar, mas resolveram dar uma continuação por causa dos fãs. Agora, não sei se é realmente verdade, eles oficialmente cancelaram a série e não irão fazer a quarta temporada, o que é muito ruim, pois muita coisa ficou sem explicar, fora que a ultima cena da terceira temporada terminou com um gancho para uma quarta temporada.

Ainda com esse porem, eu super recomendo que assistam a série. Ela é muito inteligente e tem uma história bem diferente. O que eu realmente desejo, é ler o livro do Stephen King que inspirou a série e tem o mesmo nome, Under The Dome. Eu preciso entender vários fatos ainda.

Para quem quiser conhecer um pouco mais da história, esse é o trailer da primeira temporada, não está em português, mas da para entender o conceito da série.


Então, o que acharam do "Mudando de Assunto..."? Alguém já viu a série ou leu o livro? O que acharam? Compartilhem comigo a opinião de vocês.


Beijos, até mais! 

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Ler livros em e-book. Quem gosta?

Olá leitores, como vocês estão?

Eu estava lendo um livro e me veio na cabeça a ideia de criar um post falando sobre esse assunto, e-books. Alguém gosta?


Para quem não conhece, os e-books são livros em forma digital, que podem ser lidos pelo celular, tablet, computador e por ai vai. Para lê-los é necessário ter um aplicativo ou mais de um deles (é o meu caso).

Um dos aplicativos mais conhecidos é o Kindle Unlimited. Todo livro que você compra no site da Amazon pode ser lido nele. Mas, sabemos que os livros da Amazon são pagos e algumas pessoas, como eu, espera que seja feito promoções de livros que podem ser baixados gratuitamente, ainda que os valores sejam bem mais baixos que de livros físicos (bem mais baixo, mesmo).

Outros aplicativos que seguem a mesma teoria do Kindle, são os do Google Livros, Kobo, entre outros. Como eu disse, sempre tem promoções de livros gratuitos. O que eu mais recomendo é o Google Livros, porque ele me da a falsa impressão de estar lendo um livro físico ao passar as páginas, fora quando você marca uma página ou grifa uma frase é muito melhor para achar depois. O Kobo também da, mas eu tenho menos costume de ler nele. Diferente dos outros, o Kindle quando você vai nas páginas marcadas, ele da um pequeno bug e desconfigura a frase (pelo menos no meu aplicativo sempre acontece isso, mas depois de algumas tentativas, virando e desvirando as páginas, a frase volta para o lugar certo).

Há ainda, um outro aplicativo que é maravilhoso para quem quer livros em formato digitais de graça, o Wattpad. Nele, os autores cadastrados postam seus livros e o mais interessante: eles podem ser postado por capítulos, até completar o livro, o que permite que, nós leitores acompanhemos a construção da história. Tem um outro aplicativo parecido com o Wattpad, mas não me recordo do nome, se eu lembrar comento com vocês no próximo post.


Eu confesso que eu tinha uma certa relutância para ler livros em e-book, mas depois de fazer parceria com alguns autores, que me disponibilizaram livros nesse formato, eu acabei pegando o costume e agora leio bastante livros e principalmente contos. Mas, ainda prefiro o livro físico e o seu cheiro.

Eu recomendo que vocês baixem o aplicativo do Wattpad para pelo menos começarem e se adaptar ao formato, pois as vezes é muito difícil levar um livro dentro da bolsa ou mochila. Dependendo do tamanho da bolsa, não cabe. Se o livro tiver páginas demais, pesa. Fora o dano ao livro por ele ficar em contato com outros objetos e o deslocamento. Então, a melhor solução seria o e-book, pois tenho certeza que o celular vai está presente, não importa o tamanho da bolsa hahaha.

Então, quem gosta de ler e-books? Deixem um comentário ai em baixo. Compartilhe a opinião de vocês comigo.


Beijos, até mais!

sábado, 23 de janeiro de 2016

[Primeiras Impressões] Alameda dos Pesadelos.

Olá leitores, como vocês estão?

Lembram do livro de contos de terror "Horror em Gotas", que postei a resenha a pouco tempo aqui no blog? Pois então, no final desse livro, tem uma degustação do livro "Alameda dos Pesadelos" e agora vou contar para vocês quais foram as minhas primeiras impressões da história.

Autora: Karen Alvares
Páginas: 263
Editora: Cata-vento

A HISTÓRIA

Sinopse: Vívian era apenas uma mulher solitária, com uma vida normal, presa em sua rotina sem graça, até a noite em que presencia um acidente. A partir daí seu pesadelo começa; ela passa a ter visões de um homem que conheceu no passado e desejava nunca mais encontrar. E o pior: ele quer vingança. 


Até que ponto um pesadelo é fruto da imaginação? Vívian descobre que o limite entre a alucinação e a realidade é tão pequeno que a loucura está a apenas um passo de distância e o pesadelo pode estar escondido na nossa mente, como um monstro à espreita, esperando sua chance de despertar. E para escapar do seu horror particular, Vívian precisará entender quais foram seus erros. E finalmente aceitar a própria culpa. 


MINHAS IMPRESSÕES

Eu já fiquei super curiosa nas primeiras cenas, por causa da situação simples que a personagem estava passando, a maioria dos brasileiros passam por isso todos os dias. Sabemos o quanto é cansativo pegar ônibus todos os dias, pior quando chove e na sexta já estamos mais que esgotados. Então, me identifiquei já nesse ponto.

Quando a personagem presencia um acidente, eu já comecei a imaginar que poderia vim coisa boa por ai, e eu não estava errada.

Quando acontece umas coisas sobrenaturais com Vívian, que de verdade, já da um medo, é lógico que minhas expectativas foram lá em cima e minha necessidade de querer ler o restante da história então, nem se comenta.

Eu preciso saber o que está acontecendo, o que vai acontecer nas próximas páginas. A história parece que vai ser bem preensiva, cheia de mistérios e segredos.

Se em "Horror em Gotas" eu já achava que autora tem um talento indiscutível para assustar as pessoas, agora eu tenho certeza.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Tag das 8!

Olá leitores, como vocês estão?

Hoje eu vim para responder uma tag, porque a faculdade nem começou e eu já estou sem tempo novamente. É muita coisa pra resolver antes das aulas recomeçarem. Mas vamos lá...


Essa tag se chama "Tag das 8!". Eu encontrei no blog Conta Tudo Cacau. Lá tem várias tags, o que é ótimo para quem está sem tempo para criar posts. Separei algumas e hoje vou responder essa:


1. 8 coisas para fazer antes de morrer.

- Ler mil livros (lógico que pode ser muito mais)

- Conhecer o parque temático de Harry Potter em Orlando
- Conhecer o set de gravação de Harry Potter em Londres
- Construir uma biblioteca na minha casa
- Ter título de doutorado na área de Marketing
- Abrir minha própria agência de Marketing
- Casar
- Pular de bung jump

2. 8 coisas que você ama.

- Livros
- Meu blog
- Olhar a paisagem que tem no fundo da minha casa
- Fazer sessões de filmes com meu amigo, Welington (ótimo fotografo, procurem por ele, @juni.soares, no Instagram)
- Dar um fugida da faculdade, no intervalo, com a turma
- Ler de madrugada
- Ler curiosidades na internet
- Harry Potter (*o*)

3. 8 coisas que você odeia.

- Falsidade
- Que não me olhe nos olhos
- Pessoas que se acham superiores
- Hipocresia
- Que me metam em brigas que não tenho nada a ver
- Que abuse da minha boa vontade
- Pessoas que tem medo de errar
- Pessimismo

4. 8 coisas que você fala.

- UAI (como uma boa mineira)
- Aff
- Trem (gíria de mineiro)
- Sei (duvido)
- Né?
- F*das (Sim, eu falo muito palavrão, mas sou educada, não falo na frente das pessoas)
- Nossa!
- Meu Racional! (Algum dia irei explicar sobre isso)

5. 8 makes/roupas que você não vive sem

- Batom Vermelho
- Tênis
- Calça Jeans
- Blusas de bandas
- Blusas frescas
- Chinelo
- Sapatilha preta
Não tem mais o que por aqui. Isso é basicamente o que eu costumo usar.

6. objetos que você não vive sem

- Meu óculos (tenho problema de visão)
- Minha aliança (sou noiva, então, né? haha)
- Carteira
- Lixa de unha
- Livros
- Marcadores
- Caneta
- Computador (vivo sem celular, mas sem computador, jamais)

7. 8 filmes/livros/jogos/séries que você ama.

- Harry Potter (todos os livros e filmes)
- Livro "Starters"
- Filme "Horror em Amityville" (Não confunda com "Terror em Silent Hill", esse eu não sou muito fã)
- Livro "O Cemitério"
- Série "Skins"
- Série "Orange Is The New Black"
- Filme "As Branquelas"
- Filme "Escola de Rock" (Quem gosta de rock precisa ver esse filme)


8. Cite 8 pessoas para responder essa tag.

Thoughts and Adventures, da Rute Dantas
Letícia Iarossi, da Letícia
Livros, Leituras e Leitores, da Dri
Entrelinhas, da Aline
- Quem quiser fazer a TAG *-*

Então, essa foi a 'Tag das 8!". Bem legal de ser respondida, adorei e espero que vocês tenham gostado das minhas respostas também. Deixe seu comentário.

Beijos, até mais!

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Capa da Semana

Olá leitores, como vocês estão?

Hoje tem mais uma capa da semana, a segunda de 2016, Antes de começar, quero dizer que vou colocar foto do verso e das orelhas do livro no post, a partir deste (no primeiro não tinha colocado), mas na ficha de avaliação continuará apenas a foto da capa.
A capa dessa semana é do livro "A Mais Pura Verdade". Eu já li e resenhei o livro aqui no blog (clique aqui) e a história é tão linda quanto a capa. Não é novidade nenhuma que a Novo Conceito sempre faz um trabalho maravilhoso com as capas, com essa não poderia ser diferente.

Vamos a avaliação, mas antes, entenda o que está sendo julgado:












FICHA DE AVALIAÇÃO - Segunda Semana



Comentário:

Como eu disse, a capa é muito linda, não é de se espantar que tenha recebido nota máxima. E tenha certeza, tem tudo  a ver com a história.

A cores são muito chamativas: na frente uma cor de azul muito linda e no verso um verde vibrante. Como o livro conta a história de uma aventura vivida por uma criança e seu cachorro e, é narrada em primeira pessoa pelo garoto, a ilustração é perfeita. Essa rachadura entre eles é entendida melhor quando se ler a história (emocionante, chorei demais). O título tem uma fonte infantil e linda que também condiz com a história, fora a sombra atrás das letras. O título, as ilustrações (incluindo os pinheiros) na frente da capa, são todos em verniz localizado, por isso a nota máxima.

A orelha do livro é muito linda. Na orelha da frente tem a sinopse e a ilustração do que parece ser montanhas e o céu estrelado. Os dois pinheiros que separam uma frase e a sinopse estão em verniz localizado. Na orelha da parte de trás do livro, também tem o céu estrelado com uma lua, o que pode se notar que seguiu o mesmo padrão da outra orelha. A foto e nome do autor também levam verniz localizado, o que deixa tudo mais especial. 
Quanto o verso, não tem nem o que discutir. Em vez de sinopse ou comentários, tem uma lista que, aparentemente, foi feita pelo personagem principal do livro. É diferente e muito legal. Tem uma estrada e novamente os pinheiros estão em verniz localizado.

Gente, é isso que eu acho importante nas capas, a padronização e a Novo Conceito faz isso com maestria, não é atoa que sou apaixonada pelas capas da editora.

Tá explicado o porque da nota máxima, né? Compartilhem a opinião de vocês comigo deixando um comentário ai em baixo.

Beijos, até mais!

domingo, 17 de janeiro de 2016

[Resenha] A Mancha


Autor: Clayton De La Vie
Páginas: 35
Editora: Independente


Sinopse: Em uma sociedade governada por militares, eis que a força de uma professora poderá mudar a forma de pensar do povo. Seus alunos, incentivados por anos, formam um movimento de oposição ao Governo, A Mancha. Quando a chama de um pensamento não puder ser apagada com armas de fogo, o que os soldados farão?

"Chamas não se apagam com armas de fogo."

Houve um tempo em que a população pediu por intervenção militar. Será que as pessoas não aprendem com os erros? Não é possível que não se lembrem como foi no passado. Será que lembram? Tantos mortos, tanto derramamento de sangue. Isso é ridículo.

Pois bem, se assim desejam, voltarão ao inferno de antes, mas agora será muito pior. Qual será o futuro dos jovens dessa nação? Crescerão calados, sem poder se impor. Serão vitimas da lavagem cerebral do governo. Livros? Não precisam disso. Filosofia? Pra que pensar?. Artes? Desnecessário.

Cátia, é professora e terá a missão de introduzir os seus alunos À Mancha, mudando os seus modos de pensar. Só assim poderão lutar contra mais uma ditadura militar. Mas e lá fora? O que tem além dos muros da cidade em que vivem?

"Naquele dia, A Mancha contou com mais de duzentos integrantes. Alguns alunos apenas queriam fazer parte de algo novo, outros pretendiam mudar a história do país."

Um livro muito pequeno que li em alguns minutos, mas cada minuto valeu muito a pena. Eu necessito de um livro maior, mais detalhes, mais história.

Se em 35 páginas o autor, Clayton De La Vie, me fez pirar com a história de A Mancha, imagina com uma história maior? Nem comento.

"[...] o Governo teme que a radiação tenha criado monstros impossíveis de conter. Mal sabe ele que os monstros incontroláveis já invadiram o país."

Eu recomendo para todos. Leiam, vocês não vão se arrepender, tenho certeza! Nota? Máxima, claro.

Nota: 5/5

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

[Resenha] Horror em Gotas


Autora: Karen Alvares
Páginas: 112

Sinopse: “Vou lhe contar uma história, mas você tem que prometer não contar a ninguém. Queime esses papéis.”

Horror em Gotas reúne 30 contos de terror, uma gota por dia, um pesadelo por noite, para que você sinta o horror desses personagens na própria pele. Tranque as portas. Apague as luzes. Não olhe para trás. O medo está à espreita e o seu tempo está acabando. Tique. Taque.

"Escolha sua dose de horror e bons pesadelos!"

Horror em Gotas é livro que de contos de terror, da autora Karen Alvares. Contem contos sobrenaturais, que envolve medo, inseguranças, tensão, perda e muito mais. São casos capazes de assustar qualquer leitor, pode ter certeza.

O livro contém 30 contos de terror e, sinceramente, nunca senti tanto medo lendo um conto de horror. 

"Não sei se o socorro ou se o deixo morrer. Seria a morte um merecido fim ou apenas a minha vingança?"

Eu já havia lido um dos contos da autora pela Editora Draco, parceira do blog, e tinha amado. Posso afirmar que esse é o melhor livro de contos de terror que já li. Se a intenção da autora era assustar, conseguiu. Pelo menos comigo, ainda mais que eu tenho costume de ler de madrugada, aí já viu, né? Qualquer barulho eu já pensava no pior hahaha.

É difícil de escolher um conto preferido. Esses que eu escolhi para citar, foi uns dos que mais gostei: Game Over, O Filho Maldito,  O Sorriso, O Celular. Só lendo para entender porque gostei tanto desses contos.

"Mas até os mortos podem contar histórias.
Essa é a minha história."

Minha nota é evidente, né? Esse livro merece nota máxima, com certeza.

Nota: 5/5

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Capa da Semana

Olá leitores, como vocês estão?

Hoje tem a primeira "Capa da Semana" do ano Uhuuuuu.

Em 2016, a capa da semana vai ser um pouco diferente. Em vez de, simplesmente, comentar sobre as capas, irei fazer uma ficha de avaliação, onde cada quesito receberá uma pontuação de 0 a 5 pontos. No final, os pontos serão somados e no final do ano, a capa que tiver a maior pontuação ganhará como a melhor do ano e a capa que tiver a menor pontuação, será a pior do ano. Outra coisa, esse ano, também julgarei a orelha do livro.
Essa semana, a capa é do livro A Verdadeira Bela, da autora Li Mendes. Eu já queria falar dessa capa antes mesmo de comprar o livro. Foi tipo amor a primeira vista, eu olhei pra capa, a capa me olhou e eu já disse: "Essa vai para a Capa da Semana". Então, vamos a avaliação, mas antes, entenda o que está sendo julgado:

Legenda:
Cores - É a cor ou o conjunto de cores usado na capa
Ilustração - É a foto, imagem, desenho, simbolo ou quaisquer outras ilustrações usada na capa
Designer - O Designer seria toda a capa em si, mas aqui julgarei "designer" aqueles efeitos de relevo, verniz localizado, etc.
Fontes - É a fonte usada nas letras do título
Orelha - É a parte da capa que normalmente se usa para marcar as páginas do livro.
Verso - É, simplesmente, o verso da capa.
Total - É a soma da pontuação dos quesitos.


FICHA DE AVALIAÇÃO - Primeira Semana


Comentário:


Da para notar que a capa é tão bela quanto o título do livro, não é mesmo? O conjunto de cores usado, deixou a capa muito fofa, o que agrada olhar. A ilustração do casal, deixa um ar do que iremos encontrar na história, por isso ficou tão legal. A fonte usada no título é linda, o que deixou a capa ainda mais meiga.

A capa perdeu pontuação no designer, porque não tem nenhum efeito. O certo seria eu zerar o quesito, mas mesmo assim, aquele brilho natural de capas sem efeito, deixou a cor do livro destacar. E no verso, perdeu pontuação, porque, na minha opinião, tem muita coisa escrita, e como eu já disse no ano passado, gosto de versos com pouca coisa escrita ou com comentários de quem leu, assim a gente naturalmente abre o livro para procurar pela sinopse, que estaria na orelha, junto com um pouco sobre o autor. No caso de "A Verdadeira Bela", os comentários estão na orelha e a sinopse no verso, por isso tirei um ponto. Se não fosse por um único detalhe, teria tirado mais pontos, que é o título do livro no verso no canto direito em vertical, ficou simples e muito bonito. Mas a orelha recebeu pontuação máxima por seguir as cores chamativas do restante da capa. (Lembrando que isso é só a minha opinião e sei que muitos não irão concordar).
Então, essa foi a primeira capa da semana. Deixe seu comentário e me diga o que achou da capa. Dê sua opinião sobre o que eu comentei, se concordam comigo ou não.

Beijos, até mais!

sábado, 9 de janeiro de 2016

[Novidades] "Presságio" o assassinato da Freira Nua - Leonardo Barros

Olá leitores, como vocês estão?

Lembra-se da Alice, a garota paranormal que teve a visão do assassinato da Freira Nua? O livro do Leonardo Barros foi lançado em 2013, pela Novo Século Editora, e logo se tornou um sucesso entre críticos e leitores.

A versão impressa do livro está esgotada há alguns meses, e o Leonardo resolveu não publicar uma nova edição do livro com a mesma editora. Ele explica:

“Apesar de o Presságio ter sido um sucesso e de eu ter lançado um novo romance com a mesma editora recentemente, decidi que, para o Presságio, seria vital testar o mercado virtual (o livro ainda não tinha sido lançado em e-book). Penso que no atual cenário econômico do país, os e-books têm ganhado mais espaço, devido aos preços mais atraentes e ao Unlimited, o novo programa de leituras com preço mensal fixo da Amazon (estilo Netflix). Eu também tinha o desejo de relançar o livro com uma representação da protagonista na capa, além de tentar trazer para o projeto gráfico uma reprodução mais clara do universo da Alice. Tornar mais evidente a tônica da fantasia que acompanha a trama policial.”

O autor está falando sério quando diz que valoriza as perspectivas oferecidas pelo mercado digital. Para promover a nova edição, ele programou uma super promoção com download gratuito da obra durante os dias 09 e 10 de janeiro (sábado e domingo). Aproveite! Clique no link para baixar o e-book: http://zip.net/brsFql

Vocês não vão perder essa, não é mesmo? Fora que essa nova edição está incrível. Adorei a nova capa. Quem quiser conhecer um pouco mais sobre a história do "Assassinato da Freira Nua" pode ler a resenha que fiz aqui no blog, é só clicar aqui.

Gente, essa promoção tá imperdível. Então, não se esqueçam, a promoção é valida apenas hoje (09/01) e amanhã (10/01).

Um grande beijo para vocês e até mais!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

[Resenha] Marianas - A Civilização dos Sonhos


Autor: E. Chérri Filho
Páginas: 260
Editora: Giostri

Sinopse: O extraordinário amor entre um homem e uma sereia nasce e enfrenta grandes dificuldades em meio à disputa de poder no dos mares, numa civilização antiga cuja existência é negada e escondida pelos livros de História. Jeremy e Licia operam um no outro grandes transformações de pensamentos e sentimentos, em razão do que vivem, inusitado, intenso e sincero.

Embarque com eles nesta viagem da qual certamente você não voltará o mesmo.


"Finalmente, sua limitada percepção humana revelava o que estava, de fato, vivendo: diante dos seus olhos estava a mais linda e procurada civilização dos mares. Ele a encontrou, a civilização dos sonhos!"

Jeremy é um cientista que acredita na existência de uma criatura subaquática meio homem, meio peixe. Ele passa boa parte de seu tempo no mar das Ilhas Marianas, mergulhando a procura de seres tão fascinantes quanto as suas lendas, as sereias.

Em um de seus mergulhos, Jeremy vai além do nível seguro para um humano respirar e acaba desmaiando. Quando acorda, ele está dentro de uma espécie de bolha de oxigênio, no fundo do mar. Seus olhos não acreditam no que vê. O cientista está diante da cidade perdida de Atlântida e de uma linda sereia chamada Lícia, a sua salvadora.

Nesta cidade vive os Ariatas Azuis, um povo unido, puro e feliz. Eles decidem deixar Jeremy ficar e conhecer os seus costumes. Ele e Lícia, se apaixonam e vivem um conto de fadas.

Um pouco mais distante dali, vive os Ariatas Vermelhos, ou Vermes. Eles são liderados por Zorquin, um Ariata corrompido pela ganância que deseja dominar os mares e a  terra, exterminando os Ariatas Azuis, usando o "espelho da vida". Os Azuis, por sua vez, não imaginam as intenções de Zorquin, afinal eles desaprovam qualquer tipo de guerra e acabam o subestimando e sofrendo com um ataque. Então fogem e terão que reconstruir boa parte de sua população, além de se prepararem para uma guerra inevitável com os Ariatas Vermelhos. 

"Estamos aqui vivos e continuaremos assim. Choraremos as nossas perdas e conquistaremos novas vidas. Vamos colorir de azul esses mares."

"Marianas - a civilização dos sonhos" é um livro incrível. Quem nunca ouviu falar de sereias e por boa parte da infância acreditou na existência de seres tão magníficos? Nunca tinha lido livros que envolvesse sereias e simplesmente amei a história contada pelo autor E. Chérri Filho.

A história é narrada de um jeito tão simples, você se envolve tanto, que da vontade de ir para o mar procurar por seres meio homem, meio peixe.

Fiquei encantada pelo modo de vida dos Ariatas Azuis e me apaixonei junto com Jeremy e Lícia, que construíram em seus corações um amor puro e muito lindo.

Só não gostei de duas coisas na história: a primeira é que alguns fatos acontecem muito rápido e eu ficava perdida, do tipo "será que esqueci de ler alguma parte?", mas isso não chega a prejudicar o envolvimento com a leitura. E a segunda coisa, foi o final da história, não que seja ruim, mas sim surpreendente, eu esperava um outro desfecho.

Não posso deixar de comentar do nome do personagem, Jeremy. Eles recebe o nome de uma das músicas que eu mais amo de uma banda que eu amo mais ainda. Depois procurem pela música Jeremy, da banda Peral Jam.

"Como, quando e onde, eu não sei. Só sei que vou encontrá-la e serei seu para sempre e você será minha eternamente. Como o mar não tem fim, assim nós não teremos."

Mesmo com os fatos que não gostei no livro, não tirarei pontos na nota. Porque ainda que eu não goste desses acontecimentos rápidos, o brilho da história não foi apagado, talvez, por uma falta de atenção da minha parte.

Nota: 5/5

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Que tal revisar o seu livro?

Olá leitores, como vocês estão?

Essa é a primeira postagem do ano, um pouco atrasada, né? Mas eu vou explicar o motivo.

Eu ia começar falando sobre as mudanças no blog, mas resolvi falar do primeiro fator que levou esse atraso no primeiro post do ano. Eu estava viajando, acho que mencionei no último post de 2015 e voltei apenas no dia primeiro de Janeiro. Tempo suficiente para que eu postasse, não é mesmo? Afinal, hoje é dia 7. Mas, quando estava voltando de viagem, infelizmente, sofri um acidente de carro, que graças a Deus, não aconteceu nada de grave com ninguém. Fiquei com bastante dor na região onde pega o cinto de segurança. Por causa do impacto ainda carrego alguns roxos e sinto um pouco de dor, por isso não podia ficar fazendo muitos movimentos. Felizmente, já está melhorando. Agora, o outro motivo pelo atraso são essas pequenas mudanças na aparência do blog. Gostaram? Aos poucos vou mudando mais.
Em fim, esse post não se trata disso, na verdade, é apenas uma pequena reflexão para esse novo ano que começou a uma semana. Então, vamos lá.

Eu estava conversando com uma amiga e disse para ela que essa viagem, o acidente e tudo que aconteceu no finalzinho de 2015 em minha vida, me fez pensar em muita coisa. Pude perceber que a gente só vai aprender e começar a mudar, depois de lapidarmos bastante.

Prometi para mim mesma, que não servirei mais de "burro de carga". Sim, isso mesmo. Eu tenho um sério problema de não querer insistir. Eu falo uma vez, se a pessoa não viu, ignorou ou seja lá o que for, eu não falo de novo, simplesmente pego e faço. O ún
ico problema disso, é que eu mesma criei uma zona de conforto para aqueles que me rodeiam. E toda vez que eu pedia ajuda, elas ignoravam e eu pegava e fazia. Isso fez com que eu acabasse me sobrecarregando e ficando muito cansada e estressada, a ponto de chorar a noite e perder o sono. Mesmo com duas pessoas me dizendo o tempo todo, "deixa de ser boazinha", "não estão ligando se você está cansada", "para de fazer tudo sozinha", eu ia lá e perdia noites de sono fazendo obrigações, não só minhas, mas de todo o grupo. Sofri, fiquei cansada, estressada, a um ponto que não aguento mais e para esse último semestre na faculdade, não vou mais me submeter a "burro de carga".

Isso é um desabafo, com certeza, mas também é uma reflexão. Jamais deixem as pessoas aproveitarem da sua boa vontade, da sua dedicação e da sua amizade. O único que vai sair machucado dessa briga, vai ser você, pode ter certeza.

Ajude quem te ajudaria. Se dedique à pessoas que se dedicariam à você. Perca seu glorioso tempo, por quem perderia o tempo por você. Ame quem te ama. Não espere que as pessoas mudem por você, seja a mudança.

Muitas coisas acontecem em nossas vidas para nos fazer enxergar nossos erros. Se a vida te permitiu essa revisão, corrija os erros e não os cometa novamente.


Essa mesma amiga que citei no começo, me mandou esse texto e ele é simplesmente, magnifico. Não sei quem é o autor, quem souber, comente ai. Leiam:

"Quando 2015 começou, ele era todo seu. Foi colocado em suas mãos. Você podia  fazer dele o que quisesse. Era como um livro em branco, e nele você podia colocar um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração. Podia... Hoje não pode mais; já não é seu. É um livro já escrito. Concluído.
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido, com todos os detalhes, e você não poderá corrigi-lo. Estará fora de seu alcance. Portanto, antes que 2015 termine, reflita, tome seu velho livro e o folheie com cuidado. Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência; faça o exercício de ler a você mesmo. Leia tudo... Aprecie aquelas páginas de sua vida em que você usou seu melhor estilo. E aquelas que você conheceu pessoas maravilhosas (ou, as que reencontrou) aquelas que você se  divertiu fazendo o que mais gosta. Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito. Não, não tente arrancá-las. Seria inútil. Já estão escritas. Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que será entregue. Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar reescrever as ruins. Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo. Se tiver vontade de beijar seu velho livro,  beije-o. Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador. Não importa como esteja... Ainda que tenha páginas ruins,  entregue e diga apenas duas palavras: Obrigado e perdão! E, quando 2016 chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo, branco e todo seu, no qual você irá escrever o que desejar..."

Para finalizar, deixo um frase dita pelo Presidente dos EUA, Barack Obama: "Livre-se dos bajuladores. Mantenha perto de você pessoas que te avisem quando você erra".
Gente, esse foi só um desabafo/reflexão hahaha, para começar o ano aqui no blog, livre de pesos nas costas. Aguardem que vem muita novidade por ai, mudanças nas colunas e muito mais. E tá rolando sorteio no Instagram do blog @travelingbp, participe porque está muito fácil.

Um grande beijo a todos e bora fazer de 2016 um ano maravilhoso!