quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

TAG: Me conhecendo melhor

Olá leitores, como vocês estão?

Eu já respondi essa tag aqui no blog, mas foi em 2013, quando a Lud e eu demos inicio ao Traveling. E, como todos estamos sujeitos a mudanças ao longo dos anos, resolvi respondê-la novamente:

Essa tag se chama "Me conhecendo melhor". Eu encontrei no blog Conta Tudo Cacau. Lá tem várias tags, o que é ótimo para quem está sem tempo para criar posts. Então, vamos lá:





1. Nome completo.
Nayara Borges (Não é meu nome completo, mas por segurança, só uso esse nome na internet)

2. Onde você mora?
Moro na região metropolitana de Belo Horizonte, em uma cidade chamada Santa Luzia - MG

3. Estado civil/tem filho?
Estou noiva (sei que não é estado civil, perante a lei) a quase um ano e não tenho filhos.

4. Sua comida favorita?
Difícil, mas eu incluiria aqui, comida japonesa (amooo)

5. Comida que você não gosta?
Dobradinha (tripa do boi), não aguento nem sentir o cheiro.

6. Qual sua bebida favorita?
Água, sem sombra de duvidas.

7. Bebida que você não gosta?
PARATUDO. É uma bebida alcoólica (sim, eu bebo), extremamente amarga, horrível.

8. O que você menos gosta em você?
Dedo dos pés (não queira ver, são muito feios).

9 . Qual seu pior defeito?
Guardar magoa.

10. O que é importante para você em uma pessoa?
Caráter (é clichê, eu sei, mas é o que eu acho).

11. Qual tipo de filme você mais gosta?
Suspense.

12. Qual sua estação do ano preferida?
Invernoooo.

13. Quantos irmão você tem?
Tenho uma irmã e ou irmãos, todos mais novos que eu.

14. Qual esporte você pratica?
Nenhum (Estou precisando)

15. Qual seu time?
"Existe um grande clube na cidade, que mora dentro do meu coração. E eu vivo cheio de vaidade, pois na realidade é um grande campeão. Nos gramados de Minas Gerais, temos páginas heroicas imortais. Cruzeiro, Cruzeiro querido, tão combatido, jamais vencido".

16. Doce ou salgado? 
Salgado

17. Qual animal você mais gosta e qual menos gosta?
Gosto de cachorro, detesto gato (tenho alergia, além de achar que eles são interesseiros)

18. Que tipo de música você mais gosta e qual menos gosta? 
Não sou nem um pouco eclética, escuto três tipos de música e nada mais, Que são, Rock, Metal e MPB, sendo que a última tem referências no rock.

19. Qual sua cor preferida?
Verde e Azul (eu acho hahaha)

20. Uma frase.
"Não há efeito sem causa"

Então, essa tag foi para vocês me conhecerem um pouco melhor, espero que vocês tenham gostado. Deixem a opinião de vocês e fiquem a vontade para responder.

Beijos, até mais!

domingo, 21 de fevereiro de 2016

[Resenha] Os Assassinos do Cartão Postal


Autor: James Patterson
Páginas: 303
Editora: Arqueiro

Sinopse: Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Berlim e Estolcomo.

Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueca Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.
"Ser ou não ser
Em Estocolmo
Eis a questão
Entraremos em contato"

Vários assassinatos estão acontecendo pelo mundo inteiro. Jovens casais são mortos, com a garganta cortada, depois de serem iludidos e dopados.

Tudo que a polícia sabe, é que antes de acontecer o crime, os assassinos mandam um cartão-postal para a mídia e depois a foto de um casal morto.

Jacob Kanon é um detetive da polícia de Nova York. Sua filha, Kimmy e seu genro, são uma das vitimas desses criminosos. Ele não irá descansar enquanto não pegar quem fez isso com sua querida filha, então irá para Estocolmo, na Suécia, pois a jornalista Dessie Larsson, acaba de receber um cartão-postal.

Os dois irão se unir e tentar montar as peças desse quebra-cabeça e podem se surpreender com o que vão descobrir.

"- Mas o que isso nos diz, de fato? - perguntou Gabriella. - Que os assassinos são fodidos da cabeça? Nós já sabíamos disso."

Os Assassinos do Cartão Postal, possui uma história muito instigante. Ao longo dos fatos o autor, James Patterson, vai te dando dicas, o que automaticamente me fez ir tentando desvendar o mistério, mas nem cheguei perto.

Eu amo livros do gênero policial e posso dizer que já li melhores, entretanto, cada história tem seu brilho e esse é um pouco diferente dos que eu li, nada clichê, por isso gostei muito.

A razão dos assassinatos são surpreendentes e gostei bastante do desfecho. Não foi aquele final que nos faz dar pulinhos de empolgação, mas foi legal.

Só achei que uma coisa não ficou muito bem explicada, na verdade, nem foi explicado. Não vou dizer sobre o que é, para não da spoiler, mas é um fato que deveria ter sido comentado e foi um erro grave do autor.

"As pessoas podem ser convencidas de qualquer coisa, pensou. Qualquer coisa era melhor que uma vida sem significado.Por isso existem religião, clubes de futebol e torturadores voluntários a serviço de ditadores."

Gostei bastante da história, apesar do ponto negativo que comentei, por isso recomendo para quem gosta de romances policiais e para quem quer ler uma história um pouco diferente das que estão habituados a ler.

Já ia me esquecendo da nota hahaha. O livro perdeu um ponto por causa do que eu falei mais acima.

Nota: 4/5

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Blogroll - Critiq

Olá leitores, como vocês estão?

Quinze dias depois da estreia da coluna Blogroll, aqui estou eu novamente com mais uma indicação, para vocês.


Dessa vez, irei indicar o site Critiq. Lá, vocês encontraram várias músicas, filmes, séries, games, restaurantes e claro, livros. É um site de criticas, mas quem da a crítica são vocês e não eles, no caso, nós, porque também sou colaboradora do Critiq.

O site é atualizado frequentemente, então sempre tem vários conteúdos novos para receber criticas. A ideia do site é bem legal e diferente, fora que ele está super lindo.

Apesar de eu ser colaboradora, sempre estou vendo sobre algumas séries ou filmes que eu ainda não conheço e que os outros colaboradores postam.

Passem lá para conhecer e da a critica de vocês nas diferentes áreas do site. É muito legal, vocês vão gostar!


Não deixem de conhecer o Critiq e deixar a critica de vocês, basta logar com o Facebook. Muito fácil, né?

Beijos, até mais!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

[Parceria] Revista Conexão Literatura

Olá leitores, como vocês estão? Espero que bem, pois eu estou muito feliz. O motivo? Vocês saberão agora:

O Traveling foi um dos blogs selecionados para ser parceiro da revista Conexão Literatura.

O Conexão Literatura é uma revista que trás ao leitor tudo sobre o universo literário, desde autores, até o mercado editorial.

Eu não conhecia a revista até ver em uma rede social que eles abriram um processo de seleção para parceiros. Como achei legal a ideia de uma revista sobre literatura resolvi procurar saber qual era a ideia deles. Entrei no site (que vou deixar disponível mais em baixo) baixei a primeira edição do Conexão Literatura e li até a última página. Sabem por quê? É viciante. Tem uma escrita fácil de entender e aborda assuntos super interessantes.

Depois de conhecer um pouco sobre o projeto me inscrevi para ser parceira e com muita alegria digo: fui aceita!



Para iniciar essa incrível parceria que, com certeza, dará bons frutos, trago para vocês um pouco do que vão encontrar na oitava edição da revista Conexão Literatura:

EDIÇÃO Nº 08 DA REVISTA CONEXÃO LITERATURA (FEVEREIRO/2016)


Acabou de ser disponibilizada a nova edição de Conexão Literatura, nº 08, com artigo e entrevista especial com Eduardo Spohr, autor do best-seller "A Batalha do Apocalipse". Os leitores também poderão conferir uma crônica super bacana da Misa Ferreira de Rezende, entrevistas com João Paulo Balbino, Maya Blannco, Gustavo Magnani, Anderson Borges Costa, Fernando Lima e Kell Teixeira, além de ótimos contos elaborados pelos autores Ademir Pascale, Palmira Heine, Neyd Montingellii, Dione Souto Rosa e Ricardo de Lohem.

Para baixar a edição gratuitamente, acesse clicando aqui.

Eu estou muito feliz em poder ajudar a divulgar o trabalho da revista, que é uma ideia muito legal e diferente. Entrem e baixem a edição, vocês vão gostar!

Beijos, até mais! 

sábado, 13 de fevereiro de 2016

[Promoção] Download gratuito do livro "O Vampiro da Quinta da Boa Vista".

Olá leitores, como vocês estão?

Vocês não vão acreditar. Eu disse que o autor, Leonardo Barros não para com as novidades e adivinhe só? Tem promoção gratuita. Quem vai perder? Ninguém, tenho certeza.

Quem curte livros digitais, suspense e fantasia não pode perder a promoção gratuita do novo livro do escritor Leonardo Barros. O Vampiro da Quinta da Boa Vista, primeiro volume da série Terra Prometida, estará disponível para download gratuito nos dias 12.02, 13.02 e 14.02 (sexta, sábado e domingo).

Sinopse do livro:


“Em 1821, Londres é o paraíso dos vampiros que se banqueteiam com o sangue de bêbados e prostitutas, se escondem nas sombras dos becos e em meio à névoa das ruas mal iluminadas. Dotan, um lobisomem poderoso e imortal, dedica sua existência a caçá-los e conta com a ajuda de Lucius, seu filho adotivo, um vampiro que se nega a atacar humanos, mas se alimenta de outros bebedores de sangue.

Ao descobrir que a maioria dos vampiros londrinos está migrando para o Brasil, uma colônia conhecida por dias longos, quentes e ensolarados, Dotan e Lucius decidem averiguar.

Neste primeiro volume da série Terra Prometida, pai e filho iniciam sua investigação sobrenatural e procuram aliados. A colônia é muito mais agitada e perigosa do que imaginavam: há bebedores de sangue em São Paulo e um ardiloso vampiro leitor de mentes vive no Rio de Janeiro, nas proximidades do Palácio da Quinta da Boa Vista.

Viaje pelo Brasil colonial e conheça um mundo que os livros de História omitiram de você: a sombria e lasciva Terra Prometida, onde se escondem alados, telepatas e ninfas capazes de produzir um leite negro que vicia e escraviza mortais!” 

Demais, né? Eu garanti o meu e já comecei a ler. Vocês não podem perder, é sério!

“Tenho tido um resultado muito positivo com as promoções gratuitas de e-books”, comenta o autor. “Apesar de O Vampiro da Quinta da Boa Vista ter sido lançado recentemente, resolvi fazer a promoção porque acredito que o valor dos comentários e críticas dos leitores no site são de extrema importância”.

Clique aqui para baixar o livro.

Espero que vocês aproveitem a promoção. Passem na Amazon e garanta já o seu!

Beijos, até mais! 


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Capa da Semana

Olá leitores, como vocês estão?

Eu lembro que quando esse livro foi lançado, o blog tinha apenas alguns meses e eu estava louca para ler, muitos blogueiros falavam muito bem dele. Tem pouco tempo que ganhei esse livro do meu namorado e eu sou totalmente apaixonada pela capa dele, então resolvi colocá-lo na capa da semana.

A capa dessa semana é do livro "Quando eu era Joe", da autora Keren David.

Vamos a avaliação, mas antes, entenda o que está sendo julgado:



FICHA DE AVALIAÇÃO - Quinta Semana



Comentário:

Gente, to achando que eu vou ter trabalho para desempatar esses livros, mais um com nota máxima.

A capa de "Quando eu era Joe" tem cores muito chamativas, o azul, muito bonito, da um contraste bem legal com o amarelo, que destaca a ilustração de um garoto com ar misterioso e gotas de sangue. Se você ler a sinopse, verá que a capa faz sentindo com a história e da até para imaginar que a história será eletrizante. As gotas de sangue estão em verniz localizado e alto relevo, até mesmo os mais minúsculos, então faz jus a nota. As fontes do título trás um ar radical a capa, que também ao ler a sinopse da pra entender, fora que deixou a capa ainda mais linda, né?

As orelhas seguem o padrão que eu tanto falo, há pequenas gotas de sangue nas duas orelhas, sendo que a primeira tem uma sinopse e a outra tem a foto da autora, que está em verniz localizado, e um pouco sobre ela.



No verso eu ia dar uma nota menor, porém as cores me chamaram muita atenção, por isso nota máxima. Eu ia tirar ponto porque tem uma outra sinopse, que apesar de diferente, diz praticamente a mesma coisa da outra, entretanto as cores são chamativas o suficiente para que eu desse nota alta.


Essa foi a quarta capa da semana, gostaram? Compartilhe a opinião de vocês comigo, deixem um comentário. 

Beijos, até mais!

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

[Primeiras Impressões] O Vampiro da Quinta da Boa Vista

Olá leitores, como vocês estão?

Lembram que eu tinha falado do lançamento do novo livro do autor, parceiro do blog, Leonardo Barros? Ele disponibilizou no aplicativo Wattpad os três primeiros capítulos, como uma degustação da história e eu, que não sou boba, aproveitei para conhecer mais um pouco da história.

Como eu já estava esperando, estou morrendo de curiosidade para saber os próximos capítulos da história. Isso é torturante!

Autor: Leonardo Barros
Publicação: Independente

A HISTÓRIA

Sinopse: Em 1821, Londres é o paraíso dos vampiros que se banqueteiam com o sangue de bêbados e prostitutas, se escondem nas sombras dos becos e em meio à névoa das ruas mal iluminadas. Dotan, um lobisomem poderoso e imortal, dedica sua existência a caçá-los e conta com a ajuda de Lucius, seu filho adotivo, um vampiro que se nega a atacar humanos, mas se alimenta de outros bebedores de sangue.

Ao descobrir que a maioria dos vampiros londrinos está migrando para o Brasil, uma colônia conhecida por dias longos, quentes e ensolarados, Dotan e Lucius decidem averiguar.

Neste primeiro volume da série Terra Prometida, pai e filho iniciam sua investigação sobrenatural e procuram aliados. A colônia é muito mais agitada e perigosa do que imaginavam: há bebedores de sangue em São Paulo e um ardiloso vampiro leitor de mentes vive no Rio de Janeiro, nas proximidades do Palácio da Quinta da Boa Vista.

Viaje pelo Brasil colonial e conheça um mundo que os livros de História omitiram de você: a sombria e lasciva Terra Prometida, onde se escondem alados, telepatas e ninfas capazes de produzir um leite negro que vicia e escraviza mortais!”

O Vampiro da Quinta da Boa Vista não é uma sequência de O Vampiro Imperador, apesar de ter personagens em comum. São livros de um mesmo universo, que, devido à linha temporal e à imortalidade de alguns personagens, acabam por trazer referências mútuas e obrigatórias. O Vampiro da Quinta da Boa Vista pode ser lido antes de O Vampiro Imperador, sem nenhum prejuízo. Cada livro tem sua trama e sua unidade narrativa 

MINHAS IMPRESSÕES

Eu disse várias vezes que eu amo histórias de vampiros sedentos por sangue, então é obvio que eu gostei da história já nos primeiros capítulos.

Eu li O Vampiro Imperador e foi uma das minhas melhores leituras de 2015, quando eu soube do lançamento de O Vampiro da Quinta da Boa Vista, eu sabia que viria coisa boa por ai, afinal estamos falando de Leonardo Barros, né? Venhamos e convenhamos, o autor já provou que é PhD em Suspense e Fantasia.

Sua nova história já começou eletrizante e cheia de suspense. Sempre que eu via a notificação do Wattpad chegando, falando que tinha atualização de capítulos, eu corria pra ler. Gente, mesmo que seja apenas uma degustação, vale muito apena ler para conhecer, tenho certeza que isso fará você correr para comprar o livro completo.

Pelo que parece vem muita coisa boa por ai e muito derramamento de sangue, assim que é bom! Minha primeiras impressões foram as melhores possíveis e estou louca para ler o restante da história, preciso de maaais.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

[Resenha] Diário de um Banana


Autor: Jeff Kinney
Páginas: 217
Editora: V&R

Sinopse: Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam.

Em Diário de um Banana, o autor e ilustrados Jeff Kinney nos apresenta um herói improvável.

"Em primeiro lugar, quero esclarecer uma coisa: isto é um LIVRO DE MEMÓRIAS, não um diário."

Greg Heffley é um garoto nada popular do ensino fundamental, não tem muitos amigos e vive rodeado por idiotas e valentões pelos corredores da escola. Ele busca pela popularidade, e talvez pela atenção de algumas garotas bonitinhas, e passa por muitos constrangimentos. Bom, as vezes ele faz algumas escolhas erradas, mas a gente erra tentando acertar, não é mesmo?

Rowley é seu melhor amigo e, talvez, menos popular ainda que Greg. Eles vivem juntos e o que mais gostam é jogar vídeo game. Rowley é um bobão inocente e Greg vive pregando as peças que seu irmão Rodrick faz com ele, no seu amigo.

Vida de criança não é tão fácil assim, principalmente se você não for popular, Greg sabe disso.

Bom, é difícil falar do diário de uma pessoa, né? Então, que tal você mesmo conhecer as memorias de um banana?

"Eu QUERIA me inscrever em Economia Doméstica 2, porque fui muito bem em E.D. 1.
Mas ser bom em costura não conta pontos de popularidade na escola."

O Diário de um Banana pode parecer, a princípio, um livro infantil, não deixa de ser, mas grande parte dos adultos irão amar essa história, assim como eu amei.

Uma escrita fácil de ser entendida, afinal é uma criança contando sua vida em um "caderno de memórias", mas é tão divertida, que você se envolve e nem vê que a história acabou.

Eu já estou super ansiosa para comprar o segundo livro, mas eles são muitos caros, afinal são bem trabalhados, tanto a capa, que é dura, quanto as páginas que são todas ilustradas como uma página de diário.

Recomendo para todos, para crianças que estão começando a ler, para adultos que querem uma leitura rápida e lúdica e para quem adora ler o diário de alguém hahaha.

"Só não espere que eu seja todo 'Querido Diário' isso, 'Querido Diário' aquilo."

Minha nota já está clara, né? Então:

Nota: 5/5

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Capa da Semana

Olá leitores, como vocês estão?

Hoje tem mais uma capa da semana, a quarta, e é do livro de um autor que gosto bastante, James Patterson, junto com Liza Marklund
A capa da semana é do livro "Os Assassinos do Cartão-Postal", um romance policial. Essa é a minha leitura atual e por achar essa capa tão linda, resolvi escolher ela para essa semana.

Vamos a avaliação, mas antes, entenda o que está sendo julgado:


FICHA DE AVALIAÇÃO - Quarta Semana


Comentário:

Mais um livro de nota máxima e eu estava pensando qual seria o critério de desempate, decidi que será a lombada, mas isso só no final do ano.

A capa de "Os Assassinos do Cartão-Postal" é uma das que eu mais gosto na minha estante. Comprei esse livro não faz muito tempo e me apaixonei pela capa, mas não, não comprei só pela capa. Eu gosto muito do autor e sou apaixonada por livros do gênero policial, então não teve como resistir, lógico que a capa é um fator que ajuda, né? hahaha.

O livro tem cores que combinam muito e deixam um ar de mistério, na foto não da pra ver muito bem, mas as cores são um pouco mais vivas. A ilustração é perfeita, já que estamos falando de cartão-postal, então nos deixa claro que é um casal passeando por um cartão-postal de uma cidade, vamos dizer assim. Eu pensei em dar uma nota menor no designer, mas fiquei olhando bem para a capa e por causa da fonte, o efeito ficou bem legal. A capa possui verniz localizado no nome do autor e no título do livro, que por sua vez tem uma fonte muito linda, que compôs ainda mais a beleza do livro.

A orelha é bem simples, a da frente tem um fundo branco com uma sinopse e foi a de trás que me fez dar a nota máxima a orelha, pois em vez da foto do autor com alguns dizeres sobre ele, tem algumas de suas obras. Então imagina, você termina de ler a história, adorou e vê no final outras obras do autor, que são do mesmo gênero, logo você acaba adicionando mais livros a sua lista de desejados hahaha.


O verso por sua vez, possui outra sinopse, diferente da que está na orelha e eu diria que muito mais chamativa. Ela é escrita de um jeito bem legal, então não importa se está no verso ou na orelha, isso deixou a parte de trás da capa bem "elegante", vamos dizer assim. E sobre o autor e sua foto está no verso também e ficou bem legal.

Essa foi a quarta capa da semana, gostaram? Compartilhe a opinião de vocês comigo, deixem um comentário. 

Beijos, até mais!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

[Relançamento] O Maníaco do Circo

Olá leitores, como estão vocês?

Hoje tem mais novidade, um pouco atrasada, mas tem. Antes de mais nada, peço desculpas ao autor e aos meus leitores por postar essa novidade, atrasada. Acabei me enrolando com alguns dos meus posts programados e programei esse para um dia errado. Mas não posso deixar vocês por fora desse relançamento:

Ele está com tudo! Seis meses após lançar o livro O Vampiro Imperador (Novo Século) e às vésperas do lançamento de O Vampiro da Quinta da Boa Vista, o primeiro volume de uma série, Leonardo Barros anunciou o relançamento do seu título independente de mais sucesso na plataforma digital.

O Maníaco do Circo é um suspense forte e intuitivo. Foi o segundo romance que escrevi e sua versão digital se tornou muito popular na Amazon. Na época, eu não entendia nada de marketing visual, e apesar de ter uma boa ideia para a capa, acabei deixando o diagramador muito à vontade para desenvolver o conceito. A boa experiência que tive o livro Presságio, que relancei há algumas semanas, resolvi pôr a mão na massa e mostrar ao leitor como eu vejo a história em uma única imagem”, comenta o autor.

A nova arte traz a imagem do misterioso Maníaco do Circo e o aproxima da aparência que o narrador descreve: um homem jovem que esconde sua identidade por trás de uma pintura grosseira e mal-acabada de palhaço. “Acho que o artista que trabalhou a primeira edição não entendeu bem o que eu queria e acabou desenhando uma imagem estigmatizada de palhaço. Apesar de os leitores adorarem a capa original, acabavam se perguntando, depois da leitura, quanto da história o desenho reproduzia. Pode parecer bobagem para muita gente, mas acho que todas as etapas que compõem a experiência do leitor, desde o impacto da primeira vista à análise do projeto gráfico pós leitura, são de igual importância”.

Para comemorar o relançamento do livro, Leonardo disponibilizou o e-book de graça durante os dias 02 e 03 de fevereiro! E eu, infelizmente não consegui postar essa novidade antes, mas vocês podem garantir o livro de vocês clicando aqui, o preço está ótimo!


“Quem não gosta de Carnaval, pode ficar em casa lendo o livro, que já se tornou um clássico da literatura policial nacional”, brinca o autor. Ele também pede para que seus leitores comentem o e-book no site Amazon, após a leitura. “Quando o leitor que baixou o livro de graça o classifica e o comenta no site, o e-book deixa de ser gratuito, pois, para mim, o comentário vale ouro!”

Eu sempre quis ler esse livro. Já vi muitas críticas positivas da história e ele está na minha lista de desejos a muito tempo.

Então, o que vocês me dizem sobre a novidade? Um relançamento e tanto, em? Não fiquem de fora, garanta já o seu.

Beijos, até mais!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

[Resenha] Um Toque de Morte


Autora: Luiza Salazar
Páginas: 224
Editora: Draco

Sinopse: E se a Morte estivesse sempre ao alcance de suas mãos?
Pode me chamar de Kat. Eu daria tudo para ser apenas uma jovem universitária, preocupar-me com os assuntos discutidos nos trens, nos corredores das escolas, nas ruas: qual roupa vestir na festa, qual o futuro da política do país, quem vai ganhar o jogo esta noite. É, você entendeu.
Mas na minha cabeça só há espaço para uma preocupação: quem será a minha próxima vítima.
Eu sou uma Ceifadora. Isso significa que posso matar com um simples toque das mãos, um dom que desejava todos os dias não possuir. Mas quando aqueles dois estranhos apareceram na minha vida e fizeram tudo virar de pernas pro ar, comecei a entender que existem pessoas que fariam de tudo para controlar esse meu poder indesejável. Até mesmo me matar. É até irônico, né?
Um Toque de Morte é um romance fantástico de Luiza Salazar, uma aventura pelas sombras que se escondem nos becos da cidade.
Não se deixar envolver, não se aproximar demais. Essa é a maldição dos Ceifadores, não poder sentir o mundo com a própria pele.
"Não tenho medo de assaltantes nem de nenhuma outra ameaça de violência urbana. Não existe nenhuma coisa lá fora pior do que eu. De verdade."

Katherine, não é uma jovem de 17 anos comum, ela possui um toque letalmente poderoso, perigoso. Ela é uma Ceifadora. Abandonada em um orfanato, ela conheceu a morte de perto, ainda era apenas uma criança inocente.

Em uma cidade como Nova Yorque seria quase impossível manter as pessoas em segurança, quando se em um único esbarrão em suas mãos, ela pode matar. Ninguém quer uma garota como ela por perto, por isso ela não consegue um emprego descente ou amizades. A única que está ao seu lado e não tem medo do seu jeito diferente é a sua amiga, Rebecca, que cedeu um quarto do seu apartamento, para que Kat morasse com ela.

Ela trabalha para "O Chefe", fazendo serviços que não a agrada nenhum um pouco. Até ai tudo bem, mas tudo começa a ficar estranho e seu mundo vira de ponta cabeça quando um ela conhece dois garotos, que são diferentes como ela. Ela sabe disso, porque todos que possuem um dom, tem uma característica em comum, a cor dos olhos.

Katherine descobre que seu passado esconde muito mais segredos e que há pessoas muito perigosas atrás de seu dom. Ela terá que passar por grandes desafios para saber o que está acontecendo e isso não será um mar de rosas.

"Ser uma Ceifadora é ter o toque da morte, mas não é matar. Não só isso."

Já no primeiro capítulo, eu imaginei a história bem parecida com a do livro "Estilhaça-me", afinal Katherine e Juliette possuem características muito parecidas, que é o toque letal, ainda que em Juliette não se pode encostar em nenhuma parte do corpo. Então, as minhas expectativas quanto a história de "Um Toque de Morte" abaixaram, o que foi muito bom. Pois, ao longo dos fatos, eu fui percebendo que a história é bem diferente, mesmo com personagens parecidas.

Agora,  posso afirmar: a história contada pela autora Luiza Salazar me envolveu muito mais e olha que eu amo "Estilhaça-me".

Eu não estou acreditando até agora no final do livro, eu preciso urgente de uma continuação e espero, de coração, que tenha. Em nenhum momento da história eu consegui presumir o que poderia acontecer mais na frente. Os fatos são muito bem amarrados e não deixa nenhuma lacuna que possa te fazer ficar com duvidas. Maravilhoso.

Eu ainda não conhecia a autora, é o primeiro livro que leio dela, graças a Editora Draco, parceira do blog. Gostei muito da escrita simples e fácil de entender, sem palavras difíceis ou coisa do tipo, isso torna a leitura mais agradável.

"Não importa aonde eu vá, essa maldição vai comigo. E ela está ficando mais forte, eu posso sentir. Eu não posso fugir. Não disso."

Minha nota não poderia ser diferente, afinal a história não merece menos que isso, então:

Nota: 5/5

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Blogroll

Ola leitores, como vocês estão?

Mais uma novidade para 2016. Hoje está no ar a coluna quinzenal, Blogroll.



Mas o que é um blogroll? É uma lista de blogs e sites que o blogueiro, no caso eu, recomenda.

Geralmente, essa lista fica no canto direito de um blog, mas eu vou fazer diferente. O blogroll do Traveling, vai ser uma coluna quinzenal, onde irei recomendar blogs que eu leio e gosto. Falarei um pouco sobre o blog que eu indiquei, explicando porque eu sigo e recomendo e sobre o administrador do mesmo.

O objetivo desse projeto, é aproximar e conhecer os blogueiros, até porque estamos todos nessa blogosfera, enfrentando desafios diários para conseguir crescer um pouquinho a cada dia, tentando manter os posts em dia para não deixar os leitores sem novidades, sem resenhas e tudo mais.
Para estrear a coluna, irei indicar o blog Entre Páginas de Livros, que foi fundando pelo Caíque Fortunato e possui mais dois colaboradores, o Jonas Martins e Hítallo Souza.

Eu acompanho o blog a muito tempo, antes mesmo de começar com o Traveling. O Caíque e eu somos da mesma cidade, em Minas Gerais, estudavamos na mesma escola e através de um amigo em comum, eu conheci o Entre Páginas de Livros, que está no ar desde 2011.

Acompanhei algumas das mudanças que teve no blog ao longo desses anos e posso afirmar que a versão de 2015 está muito mais colorida e chamativa. Um layout muito lindo por sinal.

Eu percebi que o blog não recebe atualização a algum tempo, mas espero que esteja tudo bem e que o projeto ainda esteja de pé.

Eu recomendo a todos que visitem o Entre Páginas de Livros, que possui colunas muito legais e é super bem escrito. Visitem, deixem seu comentário e não se esqueça de seguir.


Um grande beijo para vocês e muito sucesso para o EPL, que continue crescendo cada vez mais!

Até o próximo blogroll.