terça-feira, 29 de novembro de 2016

[Resenha] Diário de um banana - Rodrick é o cara #2


Autor: Jeff Kinney
Páginas: 218
Editora: V&R

Sinopse: Faça o que quiser, só não pergunte a Greg Heffley como foram suas férias de verão, porque ele realmente não quer falar sobre isso. De volta às aulas, Greg está ansioso para enterrar de vez os últimos três meses... e um acontecimento em particular.


Mas seu irmão mais velho, Rodrick, não vai deixar que as coisas caiam no esquecimento assim tão fácil. Ele é testemunha de um "pequeno" incidente que Greg quer manter em sigilo. Mas sabe como são os segredos, né? Logo, logo estão na boca do povo, especialmente quando há um diário envolvido na confusão.

Greg Heffley está de volta com o seu diário e suas memórias. Greg ganhou outro diário de sua mãe e todo o seu temor por alguém descobrir um caderno escrito "Diário" na capa e pensar coisas erradas, veio a tona.

Nosso querido "banana" não teve um verão muito divertido, ao contrário do seu melhor amigo Rowley.

Rodrick acabou descobrindo o seu antigo diário e algo que Greg não gosta nem de lembrar, estragou todo o seu verão e agora ele está nas mãos do seu irmão que, pode soltar a qualquer momento o seu segredo.
Diário de um Banana - Rodrick é o cara, é o segundo volume da série criada por Jeff Kinney que trás as memórias de uma garoto ainda em idade do ensino fundamental, com todas as suas frustrações, aventuras, sentimentos e travessuras.

Neste segundo volume, o leitor irá vivenciar mais um pouco do dia-a-dia de Greg. Como o primeiro livro, ele é cheio eventualidades do garoto.

Apesar de ter amado este segundo livro, o primeiro me envolveu mais. Falar de um livro como esse é meio difícil, porque não existe uma história só. É um diário, então são vários acontecimentos que ocorre durante o ano com o personagem principal.

No primeiro livro, esses acontecimentos gira em torno de um "queijo" e o segundo mostra mais o convívio do Greg com seu irmão Rodrick e todas as brigas e confusões.

Eu sempre recomendo a série, porque atende todo tipo de público, é um livro divertido, cheio de ilustrações, uma leitura rápida para ser feita entre um livro e outro ou esperando por um livro de book tour, como eu hahaha.

Mas, é como eu disse, o primeiro livro me fez ficar mais envolvida, não tem um motivo especifico, não é que o segundo seja ruim ou tenha algo que não me agradou. Na minha opinião as aventuras do personagem foram mais legais no anterior.

Nota: 4/5
Agora, me conte vocês, já leram algum dos livros da série? O que acharam? Se não leram, desejam ler? Compartilhe comigo a opinião de vocês.
Gente, antes de encerrar esse post. Eu gostaria de deixar os meus sentimentos a todos os familiares, amigos e colegas de trabalho das vitimas do acidente com o avião que transportava a delegação do time Chapecoense, além de reportes e convidados.

A gente nunca espera por algo de tamanha proporção como essa tragédia, é muito triste perder pessoas tão jovens, vivendo um momento único em suas vidas e deixando tanta coisa para trás.

Aos sobreviventes, estarei torcendo para que tudo fique bem.


Beijos! 

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

5 motivos para assistir Animais Fantásticos e Onde Habitam

Olá leitores!

Domingo (20/11) eu fui ao cinema assistir Animais fantásticos e onde habitam, e como uma boa fã do mundo mágico criado pela J.K Rowling, eu já estava mega ansiosa e com as expectativas nas alturas para ver o novo filme. Então, hoje eu resolvi fazer um post diferente. Em vez de trazer para vocês uma crítica sobre o filme, resolvi dar alguns motivos para que vocês o veja.


1 - O filme se passa antes de Harry Potter

Animais fantásticos se passa bem antes da história já conhecidas por nós, o que deixa tudo mais divertido, pois vamos entender algumas das coisas que são citadas em Harry Potter, como a posse de criaturas mágicas (Lembrando do Hagrid haha).

2 - Os efeitos especiais são indiscutivelmente melhores

Isso é mais uma percepção pessoal, mas os efeitos especiais de Animais fantásticos são incríveis e muito melhores do que as dos filmes de Harry Potter.

Não sei se vocês vão concordar comigo, mas quando eu assistia HP em 3D, tinha a impressão de que estava vendo 2D. Os efeitos dos filmes para esta tecnologia não era tão bom quanto é em Animais fantásticos.

Se vocês tiverem acesso a salas com tecnologia Imax, assistam. Vale cada centavo pago. Porque a qualidade de imagem e som proporcionados pelo Imax são muito superiores a do cinema convencional e deixou o filme ainda mais incrível.


3 - A sensação de nostalgia é enorme

Nós, fãs de Harry Potter, estamos sem um filme do mundo bruxo à 5 anos, então a saudade já estava nos matando. Temos a volta de feitiços do primeiro filme, do último, de outros já tão conhecidos durante toda a saga, nome de animais que já conhecemos, além de muitas outras referências, então é sensacional rever tudo isso de novo.

É indescritível a emoção que eu senti de ver o mundo bruxo de volta.

4 -  Para ver Animais fantásticos e onde habitam, não é necessário assistir Harry Potter

Lógico que se vocês já viveram essa magia é muito mais gostoso assistir o filme, mas não necessariamente vocês precisam acompanhar a saga para assistir esse novo filme.

Como eu disse, o filme se passa bem antes, então quem não viu HP vai conseguir assistir tudo e entender maravilhosamente bem, além de amar e meu namorado está de prova. Ele foi ver o filme comigo e amou. Detalhe: Ele nunca teve interesse de assistir os filmes de Harry Potter.

5 - O roteiro do filme vai ser publicado pela editora Rocco

Eu pirei com essa notícia!

Animais fantásticos e onde habitam, pra quem não sabe, já é um livro que veio de dentro dos livros de Harry Potter e que foi escrito pelo personagem principal do filme e esse livro é usado pelos alunos, na atualidade, para aprender sobre os animais existentes.

Já até resenhei ele aqui no blog, só que é bem diferente, porque ele trás uma lista com os nomes das criaturas mágicas existentes no mundo bruxo. Então, a JK criou um roteiro para o filme que trás como destaque as criaturas mágicas e a aventura do autor para escrever esse livro.

Então, a pouco tempo, a Editora Rocco confirmou que irá publicar a versão do roteiro traduzido para o português.


Então, será que conseguir convencer vocês, que ainda não viram o filme, de assistir? Comente comigo. E se você já viu o filme, me conte o que achou!

Beijos! 




sábado, 19 de novembro de 2016

[Resenha] Ponto de Impacto


Autor: Dan Brown
Páginas: 398
Editora: Sextante

Sinopse: Quando um novo satélite da NASA encontra um estranho objeto escondido nas profundezas do Ártico, a agência espacial aproveita o impacto da sua descoberta para contornar uma grave crise financeira e de credibilidade. 

O peso dessa revelação acarreta sérias implicações para a política espacial norte-americana e, sobretudo, para a iminente eleição presidencial.

Com o objetivo de verificar a autenticidade da descoberta, a Casa Branca envia a analista de inteligência Rachel Sexton para a desolada geleira Milne. Acompanhada por uma equipe de especialistas, incluindo o carismático pesquisador Michael Tolland, Rachel se depara com indícios de uma fraude científica que ameaça abalar o planeta. 

Antes que Rachel possa falar com o presidente dos Estados Unidos sobre suas suspeitas, ela e Michel são perseguidos por assassinos profissionais controlados por uma pessoa que é capaz de tudo para encobrir a verdade. Em uma fuga desesperada para salvar suas vidas, a única chance de sobrevivência para Rachel e Michael é desvendar a identidade de quem se esconde por trás de uma conspiração sem precedentes.

"[...] O vento contínuo era, aparentemente, produzido pelo ar frio e pesado que 'fluía' para baixo pelas encostas da geleira como se fosse um rio enfurecido descendo montanha abaixo. - Este é o único lugar na Terra - acrescentou o motorista, rindo - no qual o inferno congela!"

Os Estados Unidos está no meio de uma eleição para a presidência do país. Uma disputa acirrada entre o atual presidente Zachary Herney e o senador Sedgewick Sexton.

A NASA está passando por um momento muito complicado, pois Sexton anda atacando diretamente o programa, acusando a atual presidência de passar verbas para inúteis projetos que nunca geraram retorno, apenas prejuízo.

Com isso, a campanha de reeleição do presidente Herney está cada vez mais ameaçada, mas o que Sexton não contava, era com uma nova descoberta da NASA.

Um estranho objeto foi encontrado no Ártico e ao que tudo indica, essa descoberta pode acabar de vez com todos os ataques de Sexton, tanto ao presidente, quanto a NASA.

Para verificar a autenticidade do objeto o presidente manda para o local uma equipe de 4 pessoas. Tudo estava indo bem e tudo indicava que a descoberta traçaria novos caminhos para a humanidade, mas depois de uma estranha evidência, a equipe teve que fazer mais analises e o que descobriram colocarão suas vidas em risco.

Eles terão que lutar para desvendar esse mistério, além de lutar para salvar suas vidas.

"[...]Sentiu seu pulso acelerar. Teria acelerado ainda mais se ela soubesse que aquele helicóptero jamais chegaria à Casa Branca."

Juro para vocês, nunca estive tão arrependida em minha vida, como estou agora, por não ter lido esse livro antes.

Eu sempre andei um pé atrás com os livros do Dan Brown, por, em duas tentativas, não ter conseguido ler Código da Vinci, mas Ponto de Impacto me surpreendeu tanto, que eu quero loucamente tentar ler de novo.

Sabe quando a gente lê um livro do tipo policial ou que envolve mistérios e ficamos tentando desvendar as coisas, achando que sabemos o que vai acontecer ou que os próximos fatos estão super evidentes? Então, Ponto de Impacto é um desses tipos de livros, mas eu prometo a vocês, dificilmente vocês irão acertar sobre o que vai acontecer nos capítulos seguintes.

A primeira coisa que me agradou nesta leitura, foi a divisão de capítulos. Narrado em terceira pessoa, os capítulos são curtos e alternados de um personagem para o outro, o que facilita muito na leitura caso algum dos capítulos sejam chatos demais.

Ponto de Impacto trás questões que te faz pensar se tudo aquilo não é a realidade. Fatos incríveis sobre a NASA, a Casa Branca, astrologia e astrofísica, geologia e muito mais. Eu simplesmente estou encantada com o cenário deste livro.

O mistério vai do início ao fim, mas não é só um, então a história não fica batendo numa mesma tecla, tetando desvendar uma coisa só que, é só final que você vai saber (como ocorre com os livros policiais), alguns dos fatos são rapidamente revelados, te deixando de queixo caído em todos.

E esse final? Gente, não estou sabendo lhe dar. Me desculpem pela palavra, mas foi muito FODA (É só o que eu consigo dizer).

Sei que essa resenha já está enorme, mas eu preciso falar dos personagens. A Rachel Sexton, o Michael Tolland e Corky Marlinson são os melhores personagens dessa história e por mais que no livro diga que Tolland é um cara engraçado, Corky é que deveria ficar com esse titulo, eu ria muito do senso de humor dele.

Juro, não consigo encontrar nenhum ponto negativo na história, apenas que alguns capítulos podem ser um pouco explicativos demais, mas são totalmente necessários para os fatos seguintes.

Vocês já devem está cansados dessa resenha, então só digo uma coisa: leiam Ponto de Impacto. E eu só atrasei a postagem do blog por causa do livro, não consegui desgrudar.

Nota: 5/5

"[...]Havia acordado naquele dia sem a menor noção do que ia acontecer. Vida extraterrestre. A partir daquele dia, o mito mais popular dos tempos modernos deixava de ser um mito."

Agora me contem vocês... já leram esse livro ou algo do Dan Brown? Gostaram? Me digam o que acharam dessa história. *o*

Beijos 

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

[Eu indico... nacionais] Alameda dos pesadelos

Olá leitores!

Então, era para eu fazer um post ontem, mas como resolvi fazer mais algumas mudanças aqui no blog não tive tempo e aproveitando essa mudança, resolvi fazer esse post e lançá-lo como uma nova coluna: "Eu indico... nacionais".

Não sei se vocês notaram, mas na lateral direita do blog, mais para baixo, tem uma imagem com alguns dos livros de parceiros aqui do blog e todos estão super indicados. Quem se interessar, pode clicar sobre o livro e será direcionado para comprá-lo, aproveitem que alguns deles estão na promoção!

Mas voltando a coluna, o que eu resolvi fazer é indicar livros de autores nacionais, justamente para poder incentivar mais leitores a ler livros dos nossos autores. Vamos lá?


O primeiro livro que irei indicar é da autora Karen Alvares, que tem várias histórias maravilhosas para os leitores. Um dos livros dela, foi um dos que eu mais amei ter lido esse ano. Estou falando do livro Alameda dos Pesadelos.


Em Alameda dos Pesadelos vocês vão conhecer Vivian, uma garota que após ter sofrido uma grande perda e um abandono em quanto estava grávida, deixou de acreditar na existência de Deus.

Depois de testemunhar um grave acidente voltando do trabalho, a vida de Vivian nunca mais foi normal, coisas sobrenaturais começaram a acontecer e a volta de seu ex fará com que grandes feridas do passado sejam reabertas.

Com sua vida de pernas para o ar, a jovem terá que enfrentar de frente o seu passado, perdoando e concertando grandes erros.

Neste livro o leitor terá uma visão de como é a vida depois da morte, com suspenses, mistérios, dramas, uma pitada de terror e um final surpreendente.


Quando resenhei este livro eu dei uma nota máxima e agora reescrevendo um pouco sobre a história, me bateu uma saudade e uma vontade de reler.

Anotem a dica, porque vale muito a pena a leitura e vocês não vão se arrepender. A Karen tem uma escrita leve e instigante que te prende do início ao fim e quem gosta de terror/suspense, vai amar esse livro.

Gostaram da história? Já leu? Deixe a opinião de vocês, vou amar saber!

Beijos 

domingo, 13 de novembro de 2016

[Lançamento] Vem mega novidade por aí...

Olá, leitores!!!

Hoje tem novidade (eeeeeh). Eu acabei de receber um e-mail e também vi no facebook, que a Thati Machado, a autora do livro Poder Extra G, que foi lançado na Bienal de São Paulo e está vindo com uma grande novidade sobre um dos seus livros. 



Pra quem ainda não conhece, Poder Extra G está fazendo um mega sucesso, muitas vendas em livrarias pelo país, nas lojas online e você pode acompanhar todo o trabalho da Thati nas redes sociais. Mas hoje, eu venho falar de um outro livro da autora:



Isso mesmo gente, agora vocês podem conhecer a história de três formas diferentes, tem plataforma pra agradar todos os gostos. O livro físico pode ser adquirido no site da autora, Nem te conto, os e-book pode ser comprado na Amazon e agora a maior novidade de todas, Com Outros Olhos pode ser ouvido no Ubook.

Maravilha, né? Estou amando isso!

Pra quem ainda não conhece o livro, leia a sinopse:

A vida perfeita de aparências da jovem Lana se desfaz como pó depois de um trágico acidente com seu então namorado Lucas. Destinada a ultrapassar todos os obstáculos que a vida lhe impõe, Lana ingressa na Companhia Raoul de Teatro - com a ajuda de seu irmão - sem que saibam das suas limitações. Seus companheiros de trabalho parecem não facilitar a vida da moça, principalmente Arthur, que interpreta seu par romântico na peça. Ironia do destino ou não, Lana vai descobrir que uma vida sem luz ainda pode lhe oferecer tudo que uma garota sempre sonhou. E que as aparências... Sempre enganam.

Gostaram da novidade? Já conhecia o livro ou o trabalho da autora? Comente comigo :D

Beijos!

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

[Tag] Esse ou esse?

Olá leitores!

Hoje eu vou responder a tag "Esse ou esse?". Fui indicada pela Kemmy do blog Duas Leitoras, já tem um bom tempo, mas agora que tive tempo de responder.

Vamos as regras:
  • Colocar o blog que te indicou no inicio do post;
  • O livro que dá inicio é o livro ganhador da pessoa que te indicou;
  • Seguindo a lista de livros indicados pela pessoa que te passou a Tag, você deverá ir escolhendo de acordo com a ordem: pode deixar o livro que lidera a batalha ou escolher a nova opção dada e abaixo explica, o porquê.
  • Uma vez que tenha o seu livro ganhador, escolha você sete livros e sete blogs para repassar a TAG.


O livro ganhador do blog Duas Leitoras foi Ensaio sobre a cegueira, do autor José Saramago



Vamos começar a disputa?

Ensaio sobre a cagueira X Os 13 porquês (Jay Asher)


Então, eu escolhi o livro Os 13 porquês, pois eu já queria ler faz algum tempo.

Os 13 porquês X Dançando sobre cacos de vidro (Ka Hancock)


Nesta disputa eu escolho Dançando sobre cacos de vidro, porque quando li a sinopse do livro, já tem um tempo, eu fiquei louca para ler, mas ainda não tive oportunidade. A história parecer ser extremamente emocionante.

Dançando sobre cacos de vidro X Faça amor, não faça jogo (Ique Carvalho)

Ainda escolho Dançando sobre cacos de vidro, porque quando li resenhas sobre o outro livro, não consegui me interessar pela história.


Dançando sobre cacos de vidro X O vilarejo (Raphael Montes)


Agora escolho O Vilarejo, porque estou louca para ler esse livro já faz muito tempo!

O vilarejo X No escuro (Elizabeth Haynes)

Ainda escolho O Vilarejo, porque não conheço o outro, nunca li nada sobre, apesar de o nome ser bem atraente;


O vilarejo X O lado feio do amor (Colleen Hoover)

Continuo com O Vilarejo, porque apesar de querer ler um livro da Colleen, o que ainda não aconteceu, esse livro em particular não me chamou atenção.

O vilarejo X O código Da Vinci (Dan Brown)

Então, eu comecei a ler O código Da Vinci e abandonei duas vezes, apesar de que isso já faz muito tempo e eu quero voltar a ler, mas acho que não vai ser agora, por isso eu vou continuar com o livro O Vilarejo.

Vencedor: O vilarejo (Raphael Montes)


Quero muuuito ler esse livro e eu espero de verdade que eu tenha a oportunidade de ler o mais rápido possível!

Livros para os indicados responder a tag:

1 - A caçada (Clive Cussler)
2 - Sociedade dos meninos gênios (Lev AC Rosen)
3 - Caixa de pássaros (Josh Malerman)
4 - Nildrien, o pergaminho (Manoel Batista)
5 - Quebra de confiança (Harlan Coben)
6 - Geração de valor (Flávio Augusto da Silva)
7 - O cemitério (Stephen King)

Blogs indicados para responder a tag:


Então é isso, espero que tenha gostado! Agora, me diga o que achou, se leria ou já leu algum desses livros?

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Mudando de assunto... vamos falar de séries?

Olá, leitoreees!!

Depois de tanto tempo, aqui estou eu de volta com a coluna Mudando de Assunto... e hoje vou falar de uma série que estou recentemente viciada, por culpa do meu amigo Rafael Botter do blog Livreando.

A série se chama How to get way with murder e atualmente está na terceira temporada. Foi criada por Peter Nowalk e distribuída pela ABC Studios. Aos amantes de Netflix, as temporadas 1 e 2 estão disponíveis no site!


1ª Temporada

How to get way with murder, trás como personagem principal a professora de direito e advogada de defesa criminal, Annalise Keating, que no primeiro dia de aula anuncia um troféu que poderá ser usado para quando, o aluno que o possuir, não quiser fazer uma prova, e ainda anuncia que selecionará 5 alunos, Wes (Dino Thomas de HP. Ameeei!), Connor, Michaela, Laurel e Asher, para trabalhar em seu escritório, junto com ela e seus assistentes Frank e Bonnie.

Acontece, que todos eles acabam se envolvendo em um assassinato e Annalise fará de tudo para protege-los e fazer com que saiam impunes.


2ª Temporada

Novos casos, novos dramas. Na segunda temporada Annalise tem que lhe dar com mais um assassinato, seus novos clientes estão sendo acusados de matar os próprios pais. Wes não confia mais na advogada e se junta ao irmão de criação de sua namorada, para saber o paradeiro de Rebecca. 

Já não bastasse ter que lhe dar com tantos assassinatos, eles acabam se envolvendo em mais um e dessa vez a vida de um deles estará em risco.



3ª Temporada

Lutando para que a vida entre nos eixos, mesmo com todos os novos casos e o passado que insiste em assombra-los. Annalise e seus alunos irão lhe dar com mais problemas e grandes conflitos, eles terão que fazer de tudo para que os segredos não sejam revelados.


A série trás Viola Davis, no papel da bem sucedida advogada, Annalise. Sua atuação na série foi tão marcante, que ela foi a primeira atriz negra a ganhar um Emmy de Melhor Atriz em Série Dramática em 2015.

Eu ainda não cheguei na terceira temporada, estou na segunda, mas fiquei sabendo que a última temporada foi baseada em um livro da Agatha Christie. Pirando em 1,2...

O que eu acho...

Como eu disse, estou mega viciada na série. Quem me acompanha aqui, sabe que amo suspenses policiais.

How to get away with murder é um drama muito bem construído, sem deixar lacunas, pequenos detalhes são mostrados e as vezes nem percebemos, tudo é muito bem amarrado e você dificilmente saberá quem são os inocentes dessa série.

Meu amigo quando me indicou, disse: "Não confie em ninguém". Gente, levem isso a sério, realmente não da pra confiar. Confie e se fruste.

Prometo a você que nenhum episódio te deixará com tédio e o vício é imediato. Sei lá quando comecei a ver essa série, só sei que tem muito pouco tempo e já estou na segunda temporada, assistindo pelo menos um episódio por dia (sofrendo, porque da vontade de ver um atrás do outro).


Agora me digam: Você já assistiu ou está assistindo a série? Me conte o que está achando, se ainda não viu me conte quais as suas primeiras impressões. Vamos debater, amo conversar *O*

Beijos de luz para todos!

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

[Resenha] O amor nos tempos de #likes


Autores: Pam Gonçalves, Bel Rodrigues,
Hugo Francioni e Pedro Pereira
Páginas: 272
Editora: Galera Record

Sinopse: Os tempos mudaram, mas e o amor? Continua a dar aquele frio na barriga e fazer os jovens atravessarem quilômetros para viver uma paixão? Em "O Amor nos Tempos de #Likes", quatro booktubers se inspiram em três histórias da literatura para criar suas versões de contos românticos na era digital. Uma bela, jovem e famosa youtuber com medo do amor; um casal inesperado em um encontro às escuras (literalmente) e dois meninos apaixonados por livros tentando entender quem são e o que querem são os protagonistas destes contos que evocam "Orgulho e Preconceito" (Pam Gonçalves), "Dom Casmurro" (Bel Rodrigues) e "Romeu e Julieta" (Pedrugo).

"A internet é cruel demais para quem não sabe lidar com os comentários."

No primeiro conto, você conhecerá Liz, uma youtuber famosa que irá visitar a família em outro estado e no aeroporto conhece um garoto. Ela, no seu mal humor, o trata mal e ele acaba fazendo o mesmo. Mas, por ironia do destino, os dois estão indo para o mesmo lugar, e seus acentos no vôo são lado a lado. O garoto morre de medo de aviões e Liz acaba o ajudando e os dois se envolvem cada vez mais.

No segundo conto, você irá conhecer uma garota do ensino médio, que é muito fã de um youtuber que tem um canal de música. Ela ganha uma viagem para Búzios para comemorar seu aniversário de 18 anos. Em um encontro a cegas, ela conhece um garoto muito legal e no final tem uma grande surpresa.

No terceiro conto, você conhecerá Julio e Ramon. Eles se conheceram na internet e se tornam muito amigos. Depois de alguns meses conversando. Júlio convida Ramon para passar um tempo na cidade dele. Então, os dois acabam vivendo uma história de amor.

"O ódio e o amor caminham juntos. Muitas vezes eles são usados como disfarce. Pessoas que nos odeiam se fingem de amigas para aplicar o bote. E pessoas que nos amam fingem odiar por ter medo de amar."

Em Amor em tempos de #like o leitor conhecerá três histórias de amor que, de alguma forma, terá ligação com a internet.

Esses contos foram escritos por quatro youtubers que se uniram para, de um modo diferente, reproduzir famosas histórias de amor, como Romeu e Julieta.

A primeira história, é muito fofa, apesar de um pouco clichê, bem menos que as outras, mas ainda clichê. 

O segundo conto começa bem chato e enrolado, mas vai ficando mais interessante ao longo das páginas, porém é um romance bem água com açúcar.

Por fim, a terceira e última história, tinha tudo para ser a melhor do livro, por se tratar de um casal gay, mas não foi como esperei. É o mais previsível dos contos e o mais enrolado.

Não gostei do final de nenhuma das três histórias, se fosse mais desenvolvido, o que eu acredito que poderia ser, pois o livro não é tão grande, seriam histórias bem mais legais, até porque se trata de releituras.

Amor em tempos de #like não é um livro ruim, mas poderia sim ser muito melhor, por todas as criticas que coloquei nessa resenha.

Darei uma nota não tão alta, mas quero que vocês saibam o livro merece ser lido, pois é uma leitura rápida e até da pra gostar dos personagens.

"Ninguém nos ensina como evitar uma decepção. Sentir que persistiu ao lutar por uma amizade é mais forte do que a dor de perdê-la tão de repente."

Nota: 3,5/5

Então, o que acharam do livro? Vocês leriam uma releitura? Deixa seu comentário, vamos debater um pouco! 

Beijos e até mais!

sábado, 5 de novembro de 2016

[Resenha] Em chamas



Autora: Suzanne Collins
Páginas: 413
Editora: Rocco

Sinopse: Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de uma situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.

ATENÇÃO: Essa resenha pode conter spoilers do primeiro livro.


"[...] Katniss Everdeen, a garota em chamas, você acendeu uma fagulha que, se não for contida, pode crescer e se transformar num inferno que destruirá Panem [...]".

Depois de uma grande reviravolta, Katniss Everdeen e Peeta Mellark venceram o sangrento Jogos Vorazes.

Agora, eles podem viver em paz, com suas famílias e sem passar por dificuldades, uma vez que o tributo vencedor ganha casa e dinheiro para sustentar seus familiares.

Mas, a atitude de Katniss no jogos fez com que uma chama se acendesse no coração dos cidadãos de Panem. Vários, distritos começam a formar motins, se revoltando contra o governo e os jogos.

Sob as ameaças do presidente Snow, Katniss terá que fazer de tudo para reverter essa situação, caso contrário aqueles que ela ama sofrerão grandes consequências, além dos distritos.

Mas, o que a garota em chamas não imaginava, é que no ano de comemoração do Massacre Quaternário, os Jogos Vorazes teria a presença de dois tributos vencedores de cada distrito, uma mulher e um homem, o que significa que Katniss terá que voltar para arena e reviver todo o terror, junto com Peeta. que se ofereceu comi tributo no lugar de Haymitch.

"[...]Surpresa, levanto minhas longas e fluidas mangas no ar, e é aí que vejo a mim mesma na tela da televisão. Vestida toda de preto, exceto pelos pedacinhos brancos em minhas mangas. Ou será que deveria dizer asas?
Porque Cinna me transformou num tordo."

Em chamas é o segundo livro da trilogia Jogos Vorazes e como eu já imaginava, eu amei a história!

Eu ia deixar para comparar o livro e o filme na coluna LivrosXFilmes, mas eu não poderia deixar de falar o quanto a adaptação me agradou muito mais em certas cenas do filme do que no livro, a começar pela Cornucópia. Lógico, que poderia ter muito mais fatos do livro, mas isso vou deixar para a coluna.

Quanto aos personagens, Katniss e Peeta continuam como meus preferidos, apesar de achar que o Peeta estava muito "coitadinho" nessa sequência. Eu gostaria de uma participação mais presente do Cinna, acho ele incrível.

Não tenho muito o que falar de Em Chamas, só que gostei muito. Os conflitos e os dramas estão muito mais interessantes neste livro e já estou bastante ansiosa para ler Esperança.

"O pássaro, o broche, a canção, as amoras, o relógio, o biscoito, o vestido em chamas. Eu sou o tordo.O que sobreviveu apesar dos planos da Capital. O símbolo da rebelião."

Minha nota já deve está bem evidente, não é mesmo?

Nota: 5/5

Você já leu a trilogia ou já assistiram o filme Jogos Vorazes? Se sim, comente sua experiência comigo, se não, me fale sobre as suas expectativas.

Grande beijo, até mais! 

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Revista Conexão Literatura - 17ª Edição

Olá, leitores! Estou de volta (palmas)!

Antes de começar a falar de mais uma edição da revista Conexão Literatura, eu acho que devo explicações a vocês leitores do Traveling e aos meus parceiros:

O mês de outubro foi um mês muito conturbado para mim, pois foi o mês da minha formatura. Formei em Junho deste ano, mas a colação e os demais eventos aconteceram em outubro, me deixando totalmente sem tempo e arrancando os cabelos para que tudo desse certo, já que eu era responsável pela organização. Mas tudo já passou, estou finalmente graduada e muito feliz, então tudo poderá voltar aos conformes.
Voltando ao que interessa...

Vocês já viram a nova edição da revista Conexão Literatura? Se não, estão perdendo tempo. A 17ª edição está incrível!



Na edição deste mês a Amazon KDP é o destaque. Luciana Syuffi, Gerente de Publicação Independente - KDP, na Amazon foi entrevistada e contou como funciona este serviço da Amazon. Então, para quem ainda não conhece, principalmente os autores, passem no site da revista e baixe a nova edição.

Na minha coluna preferida, Conexão Nerd, destaque para as HQs e a personagem mais incrível que já tive o prazer de conhecer, Mafalda! Desde pequena eu leio os quadrinhos dela. Em uma biblioteca que tinha aqui na minha cidade, eu sempre pegava o livro Toda Mafalda para ler, mas infelizmente, antes de eu conseguir concluir a leitura, a biblioteca fechou, desde então, eu tento comprar esse mesmo livro, que é absurdamente caro. Ainda nesta coluna, vocês conferem uma super entrevista!

Nesta edição ainda tem indicação de livros e filmes, a polêmica do prêmio Nobel de Literatura deste ano, alguns contos, uma crônica super bacana do meu amigo, Rafael Botter e mais entrevistas.

Super recheada de novidades e conteúdos instigantes, então não da pra perder. Não perca tempo e baixa logo a sua edição, aproveita, é grátis!